Análise dos personagens de La Casa de Papel

Quando foi lançado, La Casa de Papel foi um dos seriados originais Netflix com mais visualizações. Um seriado muito comentado e muito aclamado pela crítica! O seriado já conta com 4 temporadas e a quinta (e última) também já foi confirmada e está em produção. Pensando nisso, trouxemos aqui no Pousada Nerd uma análise dos personagens de La Casa de Papel para divertir o nosso dia e nos preparar para a quinta temporada.

Elenco La Casa de Papel
Elenco La Casa de Papel

Análise dos personagens de La Casa de Papel

Existem diversas análises dos personagens pela internet, algumas inclusive feitas por psicólogas e especialistas em eneagramas. A nossa única intenção aqui é divertir e informar sobre os personagens e dar a nossa opinião sobre cada um deles, é claro.

O Professor

Não tem como falar de La Casa de Papel sem falar nele. Ele é o cérebro por trás de toda a operação do assalto. É um personagem realmente muito inteligente. A única coisa que eu fico me perguntando é: se ele é tão inteligente assim, não teria sido mais fácil usar toda essa inteligência para algo bom?

Por falta de determinação ou tempo é que não foi, já que o personagem deixa claro que está a anos arquitetando tudo, pensando em quem seriam os executores do assalto e acompanhando a vida de cada um deles para que tudo saísse perfeito.

Professor
Professor

Tantos anos se dedicando a um assalto que com certeza se ele tivesse se dedicado a algo mais nobre teria tido sucesso também e correndo bem menos riscos!

Berlim (Andrés De Fonollosa)

Ele é meio irmão do Professor e é o comandante do assalto. Seus motivos são pouco nobres: só queria manter o mesmo estilo de vida que tinha na sua infância e acaba virando ladrão de joias.

Você pode gostar:  Vale a pena assistir Breaking Bad?
Berlim
Berlim

Ele tem uma doença chamada miopatia, que faz com que sinta uma fraqueza muito grande. Ele é quem se sacrifica no fim da segunda temporada para que o grupo consiga finalizar o assalto com sucesso.

Tóquio (Silene Oliveira)

Ela é a narradora de toda a série, então tudo que é falado é sempre contado da perspectiva dela e do que ela sabe sobre o que está acontecendo. Isso também faz com que a série tenha um charme a mais, uma vez que normalmente o narrador é onisciente, ou seja, sabe de tudo o que está acontecendo.

Tóquio
Tóquio

Tóquio é resgatada pelo Professor quando está fugindo de um assalto a banco que deu errado. Ela também contraria as regras criadas pelo Professor de não se envolver amorosamente com ninguém e acaba envolvida com Rio.

Rio (Aníbal Cortés)

Rio é integrado ao grupo de assaltantes devido ao seu passado como hacker.

Seu grande problema é a falta de maturidade, sendo que essa característica vive colocando a equipe toda em problemas.

Rio
Rio

Como é sempre muito impulsivo e apaixonado, quando Tóquio deixa ele na ilha paradisíaca após o sucesso do primeiro assalto, ele tenta entrar em contato com ela através de um celular e a Europol acaba rastreando e prendendo-o. O que leva o grupo todo ao segundo assalto para libertá-lo.

Moscou (Agustín Ramos)

Moscou era mineiro mas foi afastado da sua profissão devido à sua asma. Até tentou outros caminhos, como por exemplo ser serralheiro, mas no fim das contas acabou seguindo o caminho dos roubos. Ele é pai de Denver e é quem convence o professor de que Denver deve estar no assalto também.

Moscou
Moscou

Ele acaba morrendo baleado no primeiro assalto.

Você pode gostar:  5 maneiras de ganhar dinheiro online

Denver (Ricardo Ramos)

Denver
Denver

Denver é filho de Moscou e só entrou no assalto porque seu pai convenceu o Professor. Tendo como característica principal a impulsividade, ele se apaixona por uma das reféns e acaba trazendo-a para o mundo do crime também, com o codinome Estocolmo, fazendo uma clara referência à síndrome de Estocolmo – quando o refém se apaixona pelo sequestrador.

Estocolmo (Mónica Gaztambide)

Monica é uma secretária que batalhou muito para chegar até a posição que queria: ser secretária do Arturo. Ela acaba se apaixonando por ele (que é casado e tem filhos) e pouco antes de a Casa da Moeda ser invadida ela descobre que está grávida dele.

Estocolmo
Estocolmo

Ela tenta ajudar Arturo escondendo um celular para tentar contato com a polícia, mas é pega e Berlim ordena que ela seja executada. Denver não tem coragem de executá-la e atira na sua perna e a esconde dentro do cofre. Enquanto leva comida e vai fazer as trocas do seu curativo enquanto ela permanece escondida eles acabam se apaixonando.

Nairóbi (Ágata Jiménez)

Nairóbi é escalada devido à sua experiência com falsificações. Seu ponto fraco é o fato de ter pedido a guarda do seu filho. Ela é quem diz a célebre frase “Que comece o matriarcado” após assumir a liderança do assalto na Casa da Moeda.

Nairobi
Nairobi

Nairóbi é uma personagem bem forte e mostra desde o ínicio ao que veio: com espírito de liderança é quem coloca a casa em ordem após a confusão que Rio causou contando aos reféns os verdadeiros planos de fuga dos ladrões.

Helsinki (Yashin Dasáyev)

Entrou para o grupo devido à sua força bruta. Ele é Sérvio e é primo de Oslo.

Helsink
Helsink

Um personagem que foge aos estereótipos e se declara gay, claramente para afrontar esses malditos estereótipos que temos na nossa sociedade. Apesar de não ter muito destaque é um personagem bem legal.

Você pode gostar:  Séries estilo Masterchef na Netflix

Oslo (Radko Dragic)

Oslo é primo de Helsinki e acaba morrendo logo nos primeiros episódios. Ele é morto asfixiado por seu primo que decide que ele não ia gostar de ficar em estado vegetativo (o que aconteceu depois de uma paulada na cabeça) e resolve dar fim ao sofrimento dele.

Oslo
Oslo

Claro que existem muitos outros personagens de La Casa de Papel, porém nesse post tentamos falar um pouco mais sobre os personagens que fazem parte dos ladrões que estão dispostos a qualquer coisa, até mesmo assaltar a Casa da Moeda para ter dinheiro.

La Casa de Papel é uma série incrível, que nos prende do início ao fim e que tem várias reviravoltas, tornando-a mais interessante a cada episódio. Você gostou da nossa análise dos personagens de La Casa de Papel? Tem algum outro personagem que não está na lista e que você acha que merece destaque? Comente!

Carinhosamente
Marcos Mariano

3 comentários em “Análise dos personagens de La Casa de Papel”

  1. Oi, oi, Marcos!

    Gosto bastante de La Casa de Papel, embora tenha achado que poderia ter acabado na primeira fuga deles, quando todo mundo segue seu rumo feliz. Haha Ainda gosto da série, mas tô achando uma enrolação sem fim e mais do mesmo. Mas enfim, minhas duas personagens favoritas são justamente as mais injustiçadas e pra quem assistiu, saberá o porquê: Berlim e Nairobi. Eles são tudo na série! Felizmente, Berlim ainda continuou através de memórias do professor, mas a Nairobi fará uma falta absurda, ela é maravilhosa.

    Quanto ao que disse a respeito do professor, eu concordo, ele é um sujeito inteligente e engenhoso, poderia estar usando essas duas qualidades invejáveis para algo mais positivo. Porém, ele faz isso pelo feito em si, pela grandiosidade e proporção que o roubo tomaria. Além, também, da mensagem. Não é apenas um roubo com intuito de enriquecer, mas há um contexto, uma mensagem. Enfim, embora tenha na minha cabeça que a série poderia ter sido finalizada antes e com maestria, estou no aguardo da última temporada.

  2. ola Marcos .
    minha minha amiga me recomendou essa serie mas até hoje não assisti ,.gostei do post ,para quem acompanha a serie deve se muito bom ver os personagens sendo analisados .aqui .

Deixe um comentário para Ingrid Sodré Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.