Dr. Stone: Resenha feita por um cientista


Os experimentos de Dr. Stone são reais?

Senku, Dr. Stone
Senku, Dr. Stone

Olá, meus caros nerds e otakus! Um dos animes de maior repercussão lançados recentemente pela Crunchyroll é, com certeza, Dr. Stone. Além de ser um anime original lançado pelo serviço online de streaming, Dr. Stone também tem uma proposta diferente a ser apresentada, já que o anime aborda, além de todo o seu cativante enredo, experimentos científicos.

Experimentos esses que, segundo o próprio anime, funcionam sem problemas na vida real. Mas será que isso é verdade mesmo? Ou será que a ciência presente no anime da CR é apenas mais uma fantasia de desenho animado, criado para deixar a história mais interessante?

O Anime

Senku no laboratório
Senku no laboratório

Dr. Stone conta a história de um jovem estudante chamado Senku, ele vivencia uma experiência até então não explicada pelo anime, todos os seres humanos do planeta foram transformados em pedra! Senku foi o primeiro a acordar depois de 3600 anos transformado em pedra e busca seu objetivo de trazer todas as pessoas de volta e reconstruir o mundo moderno que existia em seu passado.

O anime apresenta Senku como um grande gênio em todas as áreas da ciência (isso é possível? No mundo dos animes e séries, sim, kkkk) e isso faz com que ele seja a pessoa perfeita para recriar as tecnologias em um mundo onde todas as construções e modernidades humanas ficaram para trás.

Na história de Dr. Stone, até agora, Senku já conseguiu recriar grandes criações da humanidade, como uma lâmpada incandescente, pólvora, antibióticos e até miojo com Coca Cola! Mas fica a dúvida: porque o anime faz questão de mostrar o processo passo-a-passo de todas as construções de Senku, mostrando com detalhes os caminhos que ele utiliza para chegar no resultado. 

Por isso, depois de se assistir ao anime, sempre fica o questionamento se tudo  aquilo apresentado seria tão possível de se realizar de verdade. Aliás o anime deixa claro o quão difícil é para se adquirir alguns itens bem simples, mas também deixa claro que é possível. Isso faz com que o anime seja muito cativante e também com que exista sempre uma ansiedade para ver o que mais o protagonista irá criar.

Você pode gostar:  Dr. Stone: uma action figure do Senku foi enviada ao espaço!

Sim, os experimentos e criações são reais, mas nem tudo no anime é real.

Senku redescobrindo a ciência
Senku redescobrindo a ciência

A resposta mais rápida e simples é: sim, os experimentos do Senku são realizáveis  e reais, porém nem tudo é tão simples assim como no anime, apesar de todas as reações e invenções citadas pelo Senku serem reais, muitas vezes o ambiente e até o processo de criação são um pouco forçados para poder seguir o roteiro do anime.

A Pousada Nerd chamou dois Bacharéis em Ciência e Tecnologia para analisarem o anime de Dr. Stone e darem um panorama sobre suas criações e processos científicos e após assistirem ao anime deram suas opiniões sobre ele.

“ O anime é extremamente divertido, ele ensina os conceitos reais por trás de cada experimento e invenção do protagonista, nisso não há o que criticar no anime, por isso ele acaba sendo uma grande fonte de informação e verdades de conceitos científicos que podem não fazer parte do conhecimento geral da população.

A parte que o anime inventa, porém, fica bem clara, como por exemplo, o fato de já existirem minerais que são extremamente raros e difíceis de encontrar atualmente, a plena disposição do protagonista, isso sim é bem irreal, além de ser extremamente difícil purificar e enriquecer esses minerais como é mostrado no anime. 

Um bom exemplo é a criação de fornos. Ele o faz com a ajuda de barro e lançadores de ar manuais para se obter a temperatura para a criação de diversos equipamentos como vidros e outros utensílios, apesar do anime mostrar isso como uma tarefa realmente árdua, a realidade seria ainda muito mais cruel.

Porque mesmo fornos modernos, quando estão em uma temperatura difícil de controlar, podem facilmente danificar e criar materiais fragilizados, que seriam bem pouco úteis. Seria bem mais fácil de criar primeiro uma energia mecânica constante, como um moinho de vento ou de água, para depois construir os fornos, ou então eles ficariam semanas trabalhando para criarem apenas um simples copo de vidro que fosse forte o suficiente para ser utilizado”

Júlio Bernardes – Bacharel em Ciência e Tecnologia pela Unifal-MG.

“Vejo Dr. Stone como um anime para despertar a curiosidade das  pessoas  pelas maravilhas da ciência e da tecnologia mais do que como um guia de como fazer as coisas. Muitas das coisas mostradas no anime são sim bastante coerentes com a realidade, mas o fato de outras ficarem completamente sem explicação ou de ocorrerem em um ambiente extremamente idealista nos deixam confusos.

Você pode gostar:  Resenha de Misto - Quente Charles Bukowski

Acredito que, assim como Fullmetal Alchemist teve um papel importante em despertar o interesse das pessoas pela química, Dr. Stone pode trazer as pessoas para o mundo da ciência no geral.

Como me formei em uma área científica e tecnológica, acabo olhando para os pontos fracos do anime com certa crueldade, mas, ao mesmo tempo, olho com bastante encanto para os pontos fortes e que me fazem achar o anime tão bom.

Minha conclusão é que o anime é cientificamente coerente (tirando os 3600 anos petrificados, né?), mas é altamente idealista na disponibilidade dos recursos. Parece que as coisas sempre estão no lugar certo na hora certa. Claro que se tratando de uma obra de ficção Dr. Stone entrega uma experiência excelente e vale todo o tempo investido.”

Marcos Mariano – Bacharel em  Ciência e Tecnologia pela Unifal MG

O anime deixa claro o que não é real

Baterias recém adquiridas
Baterias recém adquiridas

É preciso ter em mente que o anime se compromete a passar a ciência de forma clara e verdadeira, mas ainda mostra ser apenas um anime, tentando ser legal. Logo nos primeiros episódios vemos um personagem matando um leão com um soco, e esse mesmo personagem segura uma flecha, lançada por uma espécie de besta criada por Senku, em pleno ar.

Essas realizações são completamente fora da capacidade de seres humanos reais, mas servem bem ao anime, ao mostrar onde ele se permite ter uma licença poética, até porque ele continua sendo um anime e sua proposta está em entreter e não ser um documentário em que tudo mostrado é real, vamos deixar isso para o Discovery (risos). 

Um bom exemplo a ser dito é a fabricação da Sulfa, o famoso antibiótico que foi criado por Senku de modo a salvar a vida da princesa da aldeia encontrada por ele. Todo o processo de criação e reações explicadas no anime são reais, mas as condições de controle apresentadas são a parte fantasiosa e poética. 

Você pode gostar:  5 animes mal-adaptados para o cinema

Até porque o próprio antibiótico, se administrado em uma dose errada, poderia ser responsável por matar a paciente ou até mesmo criar, por processo de evolução artificial, uma superbactéria impossível de se deter com antibióticos simples, até mesmo o que garante que as bactérias no futuro seriam vulneráveis a antibióticos usados no passado? 

A superbactéria já poderia existir, mas abordar todas essas variantes fariam com que o anime ficasse lento e pesado de se acompanhar, e talvez por isso o autor prefira passar por cima de algumas dificuldades e se focar na solução e na veracidade dos processos descritos pelo protagonista.

Conclusão

Dr. Stone, a descoberta de novos
Dr. Stone, a descoberta de novos

A ciência em Dr. Stone é real, mas não podemos ser inocentes. Antes de ser focado em ciência, Dr. Stone é um anime focado em entretenimento e em ter uma boa história, deve se ter em mente que todo processo descrito nos experimentos são reais, mas nem sempre a execução segue a lógica da física do nosso mundo, ou seria tão rápido de se fazer.

Por isso o anime tem um potencial tão grande de criar e desenvolver a criatividade e a curiosidade de quem o assiste, afinal de contas as ciências estão presentes no nosso mundo, estamos rodeados de química, física e biologia o tempo todo, e o anime parece querer nos mostrar isso, e nos tornar um pouco mais cientes do trabalho árduo que foi para conseguir todas as nossas tecnologias.

 Tudo isso é impressionante e essencial para o nosso estilo de vida atual, por isso, não seria surpresa se uma criança ou até mesmo alguém mais velho se interessar mais por ciência após assistir ao anime, e esse fenômeno com certeza ajudaria a abrir nossos olhos para todo o conhecimento histórico e impressionante que a humanidade adquiriu através da ciência até agora.

Pousada Nerd

Quer sempre ficar por dentro dos melhores animes da atualidade e do passado e ainda entender um pouco mais sobre tecnologias, séries e livros? Então fique sempre ligado no Pousada Nerd e você não vai se arrepender de acessar o melhor conteúdo disponibilizado para o público Nerd em geral!

Atenciosamente
Julio Bernardes

Júlio César Bernardes

Fascinado por livros de fantasia, aventura e investigação, mas sempre pronto a experimentar novidades, penso que um livro é um roteiro de um filme que se passará em nossa mente, na qual seremos diretores, atores e produtores

5 thoughts on “Dr. Stone: Resenha feita por um cientista

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Postagens recentes