Categories
Animes Jogos Literatura Séries Tecnologia

Como trabalhar e estudar na Coreia do Sul

Texto sobre como morar, trabalhar e estudar na Coreia do Sul. O país se desenvolveu muito nos últimos anos e se tornou um ótimo destino para pessoas de países estrangeiros.

Vale a pena trabalhar e estudar na Coreia do Sul?

Estudar e trabalhar na Coreia do Sul é uma das opções mais acessíveis se você sonha em viver neste destino por uma temporada.

É um dos países mais modernos, desenvolvidos e prósperos do mundo, que também tem uma história e uma cultura fascinantes, onde também podemos encontrar algumas das melhores universidades de todo o continente asiático.

Prepare-se porque você será fortemente atraído pela cultura deste país e aprenderá algo totalmente diferente do que você experimentou até agora ao interagir com as pessoas deste destino impressionante.

Estudar na Coreia é uma ótima opção para potencializar suas oportunidades pessoais e, ao mesmo tempo, valorizar sua vida acadêmica e seu currículo.

Crédito Freepik - Coreia do Sul
Crédito Freepik – Coreia do Sul

A Coreia do Sul é um dos países que atrai cada vez mais estudantes internacionais, portanto, seu desejo de vivenciar uma temporada vivendo neste destino mundial, mais do que uma fantasia, é um cenário real bastante possível.

Atualmente, a Coreia do Sul oferece possibilidades de intercâmbio para completar 1-2 semestres de estudos, cursos e programas inteiros para estudar a língua coreana e ainda, para quem já fala coreano e quer ir com mais força, a possibilidade de estudar um grau completo como mestrado ou pós-graduação.

Uma dúvida que rodeia a todos que decidem ir morar e estudar na Coreia do Sul é se vale a pena

Nos últimos 10 anos, o Ocidente entrou no “boom” da cultura coreana, principalmente devido à enorme atração gerada por jovens de diferentes partes do mundo: a música deste país, a moda, a história, sua interessante gastronomia e até mesmo o cinema e as séries de TV produzidos na nação coreana alimentaram o fenômeno global da Coreia do Sul por uma geração.

Porém, a cultura e sua notável influência no Ocidente não é a única razão pela qual vale a pena mergulhar no contexto deste país, principalmente se estivermos situados no meio acadêmico.

A Coreia do Sul, devido a sua grande reviravolta como potência tecnológica, econômica e social, e possui um dos sistemas educacionais mais modernos e estruturados em comparação com seus países vizinhos da Ásia.

Além de um custo de vida muitas vezes mais acessível, uma maior qualidade de vida e uma abertura marcante para receber estudantes internacionais, desde que estejam dispostos a se empenhar em sua integração cultural.

Todas essas características tornam o estudo na Coreia do Sul uma experiência de aprendizado de alto valor em muitos aspectos.

A cidade mais famosa da Coreia do Sul é sua capital, Seul, com uma população de pouco mais de 10 milhões de pessoas. Existem também seis outras cidades com mais de um milhão de habitantes: Busan, Daegu, Incheon, Gwangju, Daejeon e Ulsa.

No entanto, a maioria das pessoas que querem estudar na Coréia tem seus olhos postos em Seul.

O que eu preciso para estudar na Coreia do Sul?

Vamos aprofundar o procedimento para estudar na Coreia do Sul, especificamente entendendo quais são os requisitos gerais que todos os estrangeiros devem cumprir para estudar neste país.

Ressaltamos que estes são apenas os requisitos gerais, já que cada país de origem e programa acadêmico tem seus próprios requisitos e condições que você deve consultar por conta própria de acordo com seu caso particular.

Seja com a embaixada coreana de seu país de origem, o escritório de imigração respectivo departamento ou centro acadêmico onde você planeja prosseguir seus estudos.

Os requisitos gerais para viver uma aventura como estudante na Coreia do Sul

  • Passaporte válido.
  • Ter um visto de estudo coreano (visto D-2 ou D-4, conforme o caso):
  • Visto D-2 para obter diplomas universitários.
  • Visto D-4 para treinamento acadêmico, mas não universitário (por exemplo, cursos de idiomas, treinamento de curta duração relacionado à cultura, indústria, etc).
  • Demonstração de recursos financeiros para pagar mensalidades, hospedagem e despesas de manutenção sem a necessidade de trabalhos adicionais.

Se você pretende estudar em inglês (e não é sua língua nativa), você precisará passar no TOEFL, IELTS ou em outros testes oficiais de inglês aceitos internacionalmente.

Lembre-se de verificar o domínio do nível de coreano exigido pela instituição e a formação acadêmica que você escolher.

Existem 6 níveis oficiais para aprender coreano de acordo com o TOPIK (Teste de Proficiência em Coreano), regido pelo Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR).

Inscrever-se em uma universidade ou instituição acadêmica preenchendo as condições correspondentes. No site do Centro Cultural Coreano, você pode aprender mais sobre os diferentes programas de estudo no site VisitKorea.

Inscreva-se no seguro médico da National Health Insurance Corporation (NHIC), ou seja, o equivalente coreano da Previdência Social. Requisito obrigatório para todos os coreanos e estrangeiros residentes na Coreia.

Sem dúvida, uma das opções mais viáveis ​​e utilizadas para desfrutar de uma temporada de estudos na Coréia do Sul é estudar o idioma em uma das instituições que este país abriga.

Esta opção é tão difundida que algumas pessoas, sem ter que solicitar um visto de estudo, estão dispostas a investir sua estada regular de turista de 90 dias para estudar este idioma durante este curto período de 3 meses.

Se você não se importa em ter uma experiência menos prolongada, esta também é uma opção de estudar na Coréia economizando muito dinheiro e tempo em processos burocráticos.

Se, por outro lado, gostaria de ir mais longe, existem alguns tipos de cursos para estudar a língua coreana formalmente e com diferentes períodos de duração dependendo do seu tempo de permanência no país, nível de proficiência, interesses e necessidades específica.

É muito caro viver e estudar na Coreia do Sul?

Obviamente, poucas coisas na vida são de graça e estudar em um país com tanto a oferecer, como a Coreia do Sul, tem um preço considerável. No entanto, a resposta a esta pergunta nada mais é do que um enorme “depende” e há muitos fatores que entram na equação.

Se o seu intuito é prevalecer ali mesmo na Capital da Coreia do Sul o custo de vida é bastante elevado, enquanto em outras cidades mais próximas coisas básicas como alimentação, moradia e até mesmo transporte é muito mais acessível.

Então se você tem pretensão de ir estudar e trabalhar na Coreia do Sul é importante investir em um bom planejamento para que não passe por apuros e consiga viver bem lá o seu novo desafio, pois o país é de muitas oportunidades para os estrangeiros.

Com esse texto fechamos um conjunto de textos sobre como morar, trabalhar e estudar no oriente, tendo falado sobre a China, e principalmente sobre o Japão. Deixe seu comentário sobre onde você gostaria de viver ou trabalhar.

Carinhosamente
Marcos Mariano

By Marcos Mariano

Tenho 28 anos de idade e sou apaixonado por jogos, animes, tecnologia e literatura. Atualmente estudo Análise e Desenvolvimento de Sistemas e mato meu tempo escrevendo qualquer coisa que passe pela minha cabeça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.