Misto-Quente

Misto-Quente
Misto-Quente

O que pode ser pior do que crescer nos Estados Unidos da recessão pós-1929? Ser pobre, de origem alemã, ter muitas espinhas, um pai autoritário beirando a psicopatia, uma mãe passiva e ignorante, nenhuma namorada e, pela frente, apenas a perspectiva de servir de mão-de-obra barata em um mundo cada vez menos propício às pessoas sensíveis e problemáticas. Esta é a história de Henry Chinaski, o protagonista deste romance que é sem dúvida uma das obras mais comoventes e mais lidas de Charles Bukowski (1920-1994).

Verdadeiro romance de formação com toques autobiográficos, Misto-quente (publicado originalmente em 1982) cativa o leitor pela sinceridade e aparente simplicidade com que a história é contada. Estão presentes a ânsia pela dignidade, a busca vã pela verdade e pela liberdade, trabalhadas de tal forma que fazem deste livro um dos melhores romances norte-americanos da segunda metade do século 20. Apesar de ser o quarto romance dos seis que o autor escreveu e de ter sido lançado quando ele já contava mais de sessenta anos, Misto-quente ilumina toda a obra de Bukowski. Pode-se dizer: quem não leu Misto-quente, não leu Bukowski.

O que ler após acabar esse livro?

Terminar de ler um livro que amamos sempre gera um misto de sentimentos e o mais comum é procurarmos obras parecidas para continuar desfrutando daquele prazer. A seguir você pode conferir algumas obras baseadas nos critérios a seguir:

Livros parecidos

Espero que nossa lista de livros parecidos tenha ajudado você a achar sua próxima leitura. É sempre um prazer poder contribuir para o hábito da leitura em nosso país.

Carinhosamente
Marcos Mariano

Misto-Quente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo
Licença Creative Commons
Pousada Nerd criado por Marcos Mariano está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
Baseado no trabalho disponível em https://www.pousadanerd.com/