Categories
Animes

As duas lendas coreanas mais legais

Essa é uma lenda antiga coreana que nasceu no meio do período da Dinastia Joseon. A lenda conta a história de uma jovem determinada a vencer todos os desafios encontrados pela vida, e sim ela venceu! Essa narrativa foi tão boa que foi adaptada para TV em forma de dramas e filmes.

A primeira lenda é: Kongji e Patzzi

Essa é uma lenda antiga coreana que nasceu no meio do período da Dinastia Joseon. A lenda conta a história de uma jovem determinada a vencer todos os desafios encontrados pela vida, e sim ela venceu! Essa narrativa foi tão boa que foi adaptada para TV em forma de dramas e filmes.

Kongji e Patzzi
Kongji e Patzzi

Era uma vez, um casal que através do seu amor tiveram uma filha muito bonita e decidiram colocar o nome de Kongji. Quando a menina completou 100 dias de nascida, infelizmente, sua mãe faleceu e Kongji, a partir de então, é criada pelo pai, os dois viviam sozinhos. Ao completar 14 anos, seu pai decidiu se casar novamente, desta vez com uma viúva, essa mulher já tinha uma filha também, que se chama Patzzi. Após alguns anos, o pai de Kongji morre e a menina começa a ser criada pela madrasta e da “meia-irmã”. Porém, elas não gostavam de Kongji e sempre ficava a tratando mal e mandando fazer todos os serviços domésticos.

Um certo dia, a madrasta de Kongji a mandou forçada para o campo com uma enxada de madeira na mão. Um pouco depois dela começar a capinar o campo, a enxada quebrou em sua mão e Kongji começou a chorar com medo da reação da sua madrasta e ter que apanhar. Enquanto chorava baixinho para sua madrasta não escutar, um touro apareceu para confortá-la e ajudou a aparar o campo, e deu tudo certo, sua madrasta não percebeu.

No dia seguinte, ao amanhecer, a madrasta de Kongji deu um pote furado para ela, sem que a percebesse, e pediu para enchê-lo antes que Patzzi voltasse da cidade. Mas, Kongji não estava entendendo porque colocava água no pote e nunca ficava cheio, devido ao furo no fundo do pote. Diante desta situação, ela não sabia mais o que fazer, foi ai que então apareceu um sapo para ajudá-la, ele tampou o buraco e assim, ela conseguiu encher totalmente o pote. Quando a madrasta notou que Kongji conseguiu encher o pote, ela não acreditou e ficou muito brava.

Um certo dia, o rei anunciou que estava à procura de uma esposa, então decidiu fazer um baile e convocou todas as meninas da vila para ir nessa festa que ele iria realizar. A madrasta logo criou expectativas em relação a sua filha Patzzi que ela seria a escolhida, mas no fundo ela estava com dúvidas e medo de que Kongji pudesse estragar esse plano. Então, ela disse para Kongji que só iria poder ir ao baile após terminar todos os serviços acumulados. Enquanto Kongji estava terminando uma de suas tarefas, uma fada apareceu para ajudá-la, e lhe entregou um par de sapatos brilhantes e um lindo Hanbok, que é um traje coreano tradicional.

Assim que ela ficou pronta começou a andar rápido para chegar a tempo no baile. Mas, assim que chegou na ponte para atravessar, avistou o rei e seus companheiros e ficou com medo, então decidiu voltar correndo e acabou deixando um de seus sapatos na ponte. O rei passando nessa ponte achou o sapato e ficou tentando imaginar quem seria aquele belo sapato. Então convocou todas as donzelas da vila para provar o sapato, e de quem fosse o sapato, essa sim seria a sua esposa, até Patzzi experimentou mas não coube.

Até que o Rei percebeu que ainda uma donzela da vila não tinha experimentado o sapato, ele pede para ela colocar, e quando Kongji coloca o pé serve perfeitamente. O rei a pede em casamento e eles vivem felizes para sempre.

A segunda lenda é: O sol e a Lua

A lendo do Sol e a Lua, conta a história de uma viúva que tem dois filhos – uma menina e um menino – eles viviam em uma montanha totalmente sozinhos. Apesar de serem muito pobres eles viviam sempre felizes e alegres. Mas, um dia, a mãe dos meninos recebeu uma proposta para trabalhar em uma casa muito rica. Ao sair para o serviço, ela prometeu para as crianças que na volta iria trazer bolinhos de arroz, e voltando ao longo do caminho levou um susto ao encontrar um tigre.

O tigre perguntou: “O que tem dentro da cesta?” E logo a viúva respondeu: “Tem alguns bolinhos de arroz”, Então o tigre disse: você me dá alguns bolinhos de arroz? Assim eu não vou te comer!

A viúva deu alguns bolinhos para o tigre, porém ele não se contentou e continuou seguindo a viúva e pedindo mais comida, e ela disse: “Eu não tenho mais, você comeu os bolinhos dos meus filhos”. E logo o tigre disse: “Filhos? Quantos filhos você tem? nem deixou a viúva responder e a comeu, colocou as roupas da mulher e foi ao encontro dos filhos. Chegando lá bateu na porta e imitou a voz da mãe, as crianças responderam: “sua voz está estranha”, e pediu para mostrar as mãos e disse: “ por que sua mão está cheia de pelos?”, então o tigre respondeu: “É porque trabalhei muito”. As crianças espiaram pela porta e viram que não era sua mãe e sim um tigre, então fugiram da casa. Mas o tigre percebeu que eles estavam escondidos em uma árvore, e colocou óleo em suas patas para tentar subir e viu que não estava dando certo. A irmã começa a rir e diz: Bobo, tudo que você precisa para subir é de um machado! O irmão tentou cobrir a boca da irmã, mas já era tarde. O tigre achou um machado e começou a subir na árvore rapidamente.

O sol e a Lua
O sol e a Lua

O tigre estava se aproximando, as crianças ficaram com medo e começaram a orar: “Oh Céu, se você quer que fiquemos vivos, por favor nos salve!”. Uma corda começou a descer do céu. Os irmãos agarraram imediatamente a corda e começaram a subir aos céus. O tigre viu e fez a mesma coisa, começou a orar e uma corda desceu do céu, o tigre foi subindo mas a corda rompeu e o tigre caiu e morreu.

Os dois irmãos conseguiram chegar aos céus. O irmão virou o sol e a irmã a lua, e quando sentiam medo eles trocavam o papel. Até hoje as pessoas acreditam que não dá para ficar olhando o sol pq a irmã é muito tímida, então brilha intensamente para que as pessoas não consigam vê-la.

Da Coreia diretamente para o Japão

Se você gostou dessas lendas do folclore coreano talvez se interesse também pelos costumes e pela cultura pop japonesa. Você pode começar lendo sobre os gêneros de animê ou ir diretamente para os animês mais populares e iniciar sua jornada hoje mesmo.

Aguardo você.

Carinhosamente
Marcos Mariano

By Marcos Mariano

Tenho 28 anos de idade e sou apaixonado por jogos, animes, tecnologia e literatura. Atualmente estudo Análise e Desenvolvimento de Sistemas e mato meu tempo escrevendo qualquer coisa que passe pela minha cabeça.

1 comment on “As duas lendas coreanas mais legais”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.