O que é um boleto não registrado e quando é usado?

Boleto Bancário é uma forma de pagamento muito conhecida, por muitos, mas você sabe o que significa um boleto não registrado?

O boleto de cobrança é uma das formas de pagamento mais utilizadas por muitos no Brasil. A alta finalidade se deve à praticidade e segurança que o documento oferece ao usuário.

É também um documento de fácil acesso. Qualquer pessoa pode gerar, facilmente, um boleto, legal ou físico, e qualquer cliente pode pagá-lo, sem dificuldade, sem cartão de crédito e sem conta bancária.

O que é um boleto não registrado e quando é usado?
O que é um boleto não registrado e quando é usado?

Por isso, com certeza, você já ouviu falar dessa opção de recebimento de pagamento ou mesmo usá-lo. E o boleto não registrado, você sabe como funciona? Ele também tem certeza? Entenderemos melhor.

O que é o boleto não registrado?

Boleto geralmente é um documento de pagamento emitido pelo banco. Conforme mencionado acima, tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem emiti-lo.

Para isso é necessário ter conta bancária ou uma carteira de cobrança junto à instituição ou, para uma questão mais fácil, basta utilizar um sistema de pagamento com emissão de recibos.

Se for um boleto sem registro, o documento não é preenchido com os documentos do solicitante (nome completo ou número da empresa) no momento da emissão, seja diretamente no banco ou através de um sistema Nome e CPF ou CNPJ).

Dessa forma, o recibo não é registrado no banco e não pode ser rastreado, tornando o documento inseguro e pouco confiável, pois não é acompanhado pelo financiador da instituição.

Por questões de segurança, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) anunciou o fim dos boletos não registrados e agora todos devem ser preenchidos corretamente e cadastrados no banco.

Você pode gostar:  Como funciona a PancakeSwap?

Qual a diferença entre boleto cadastrado e não cadastrado

Diferentemente do boleto não cadastrado, o boleto cadastrado é a opção que assina as informações junto à instituição financeira, gerando maior segurança aos usuários, pois desta forma o banco pode monitorar.

Mas mesmo com pouca segurança, o boleto sem registro era uma das opções de pagamento e cobrança mais utilizada pelos usuários antes do banimento anunciado pela Febraban. Isso porque o documento era mais fácil de emitir e as taxas eram mais baratas.

Nos casos dos boletos registrados, os bancos cobram várias taxas durante o uso do documento, por ex. B. quando os dados mudam (por exemplo, data de vencimento) ou se for necessário manter ativo um título vencido.

Na maioria dos casos, porém, a conta só se torna cara se os recibos com recibos forem emitidos diretamente pelo sistema bancário.

Quando gerado por um sistema de pagamento online, o recibo registrado pode até ser mais barato que o antigo recibo não registrado. Hoje em dia é possível emitir um bilhete registrado sem taxa.

Por que usar apenas recibos registrados?

A lei brasileira, atualmente, não permite o uso de recibos não registrados, mas em qualquer caso era uma opção fraudulenta. Portanto, a geração apenas de boletos cadastrados é uma vantagem para você.

Além de toda a segurança e credibilidade que você passa para seus clientes, com o boleto cadastrado há também a opção de seus clientes manterem a debênture automática, o que ajuda a evitar inadimplências.

Observação: você não precisa pagar nada aa mais por isso. Opte em utilizar uma opção de emissão de pagamento barato e seguro.

Aproveite para nos seguir no Google Notícias e ficar por dentro de todas as novidades do site.

Você pode gostar:  "Play to Earn" com o token RENEC da Rede Remitano
Imagem padrão
Marcos Mariano

Tenho 30 anos e sou apaixonado por jogos, animes, tecnologia, criptomoedas e literatura. Atualmente estudo Marketing Estratégico Digital e mato meu tempo escrevendo qualquer coisa que passe pela minha cabeça.

Artigos: 929

Atualizações da newsletter

Digite seu endereço de e-mail a seguir para assinar a nossa newsletter

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.