Veja 4 atitudes para melhorar suas finanças

Ter as finanças sob controle é essencial para uma vida saudável e feliz. Além de conseguir pagar as despesas em dia, podemos reservar dinheiro para concretizar sonhos e projetos, aumentando significativamente o nosso bem-estar.

Para muitos brasileiros, no entanto, o simples ato de pensar em como anda a gestão do seu dinheiro já gera dor de cabeça. 

Isso porque estamos cada vez mais perdidos em dívidas, de vários produtos e serviços, e cada vez mais distantes de conquistar a tão sonhada liberdade financeira

Como melhorar sua vida financeira
Como melhorar sua vida financeira

Mas se você se encontra nessa difícil situação, as 4 dicas que daremos neste artigo serão muito úteis.

Entenda a importância de um bom planejamento

O planejamento financeiro é essencial para conseguir lidar melhor com o nosso dinheiro. Ele é composto de uma série de atitudes, que necessitam de paciência e disciplina para serem colocadas em prática. 

Mas não é necessário começar tudo de uma vez. Na verdade, recomenda-se implementar atitudes aos poucos, de modo que o planejamento financeiro passe a ser um hábito em nossas vidas.

Sem planejar nossas finanças, corremos o risco de alocar nosso dinheiro de forma irresponsável, contraindo dívidas maiores do que o nosso orçamento é capaz de cobrir. E, ainda que não nos atolemos em dívidas, um orçamento mal alocado inviabiliza a formação de poupança e de investimentos, de modo que não conseguimos concretizar nossos projetos de vida, nem alcançamos a liberdade financeira.

Veja 4 atitudes para melhorar suas finanças

São várias as atitudes que podem melhorar a gestão das suas finanças pessoais, mas selecionamos 4 principais, devido ao seu grande potencial de transformação e também à facilidade de implementar em nossas vidas.

Como dissemos anteriormente, é preciso implementá-las aos poucos, respeitando a capacidade e as necessidades de cada consumidor, para não pôr a perder todo o esforço de mudança.

Viva com menos do que você ganha

A atitude mais importante para quem deseja controlar as finanças é, sem sombra de dúvidas, ser capaz de gastar menos do que se ganha. 

Devido à facilidade de consumo que o cartão de crédito nos proporciona, mas também devido às restrições de renda pelas quais muitos brasileiros passam, é muito comum ocorrer o contrário, ou seja, chegarmos antes do fim do mês com todo o salário gasto.

Para alcançar esse objetivo, é preciso, antes, entender como o seu dinheiro está sendo gasto. Anote num caderno ou numa planilha todos os seus gastos e suas fontes de renda, e adicione detalhes como origem, destino, data de vencimento e taxa de juros. Depois disso, classifique os gastos segundo prioridades.

Pronto. O segredo agora é destinar seu dinheiro para os gastos mais prioritários e evitar os gastos não prioritários. E como saber distingui-los? 

Os primeiros são aqueles que necessitamos para continuar vivendo, como alimentos básicos, contas de água e luz, aluguel e medicamentos, além de dívidas em atraso e dívidas que estão próximas de vencer. 

Os gastos não prioritários, por seu lado, são aqueles que podem ser deixados de lado e são considerados um luxo ou capricho.

Ao gastar menos do que ganhamos, podemos formar uma reserva de emergência ou uma poupança, com a qual poderemos realizar nossos sonhos e melhorar de vida no futuro.

Se livre das suas dívidas

As dívidas são o principal problema financeiro dos brasileiros. E nós estamos cada vez mais endividados e inadimplentes. Isso é perigoso, pois restringe o uso que fazemos do nosso dinheiro e atrasa as nossas vidas. 

Para aqueles que se encontram nessa difícil situação, ensinamos a seguir dois métodos para se livrar das dívidas.

O primeiro deles é o método avalanche. Ele consiste em pagar primeiro as dívidas que têm juros mais altos, pois são elas que crescem mais rápido. 

Caso duas dívidas tenham a mesma taxa de juros, aquela que tiver mais débito por quitar deve ser priorizada. E enquanto uma dívida não é completamente quitada, o consumidor deve continuar pagando a parcela mínima.

Nesse caso, quando as taxas de juros forem muito altas pode-se considerar um empréstimo com taxas menores, como é o caso do crédito com garantia de imóvel ou garantia de veículo.

O segundo método se chama método bola-de-neve. Ele funciona de forma parecida, com a diferença de que o saldo devedor é o principal critério para ordenar as contas. Ou seja, as contas com menor saldo devedor devem ser pagas primeiro, não importando sua taxa de juros.

A eficiência desses métodos pode variar conforme a situação das suas finanças. Mas uma dica que é sempre muito eficiente é negociar a dívida junto aos credores. 

Atualmente, é possível fazer isso de forma mais ágil e sem constrangimentos, através das plataformas de negociação online, que conseguem descontos maiores.

Automatize suas economias

A tecnologia pode ser uma grande aliada na hora de organizar nossas finanças. Planilhas, aplicativos, cursos e conteúdos online facilitam o planejamento financeiro e expandem nosso conhecimento sobre o assunto. Porém, o bom e velho débito automático também tem sua utilidade.

Ao colocar nossas contas no débito automático, evitamos o risco de pagá-las em atraso e também a tentação de não pagá-las e gastar o dinheiro de outra forma. O débito automático melhora nosso comportamento como consumidores e, consequentemente, nossa avaliação nos órgãos de proteção ao crédito.

De modo semelhante, o investimento automático é outra ferramenta excelente para melhorar as finanças. Através dele, alocamos nosso dinheiro em algo útil e que renderá frutos no futuro, em vez de gastos supérfluos ou infrutíferos.

Tenha sonhos e metas

Os sonhos são aquilo que nos move, como se costuma dizer. E quando se trata de planejamento financeiro, isso é ainda mais válido. Sem metas e sonhos em mente, perdemos de vista aquilo que nos motiva a controlar as finanças e tudo se torna tedioso e sem sentido.

As metas são essenciais para definir nossas atitudes financeiras, inclusive no curto prazo. Por exemplo, se estabelecemos como meta comprar um imóvel dentro de 2 anos, teremos que ajustar todo nosso planejamento financeiro nesse período para alcançar a meta, definindo, inclusive, quanto deve ser poupado a cada mês.

Transforme boas atitudes em hábitos

As atitudes que ensinamos aqui são úteis para todo perfil de consumidor e devem ser praticadas ao longo de toda a vida. Embora para muitas pessoas pareça difícil ou até impossível colocá-las em prática, se as implementarmos de forma gradual e continuada, logo elas se tornarão um hábito, com benefícios surpreendentes.

Sobre o Juros Baixos

Há mais de 5 anos no mercado, o Juros Baixos é uma fintech que atua oferecendo soluções financeiras através de um marketplace de crédito e plataforma de bem-estar financeiro.

Se quer ter acesso a mais conteúdos sobre educação financeira, não deixe de conferir o blog Juros Baixos e aproveite para entrar em nossa comunidade no Discord e receber conteúdos exclusivos e ainda concorrer a premiações.  

Veja 4 atitudes para melhorar suas finanças

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo
Licença Creative Commons
Pousada Nerd criado por Marcos Mariano está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
Baseado no trabalho disponível em https://www.pousadanerd.com/