7 maneiras de destruir seu blog de nicho

Esse texto foi publicado em 25/11/2022 01:16 e modificado pela última vez em 25/11/2022 01:32, escrito por Marcos Mariano.

Coisas para não fazer quando criar seu blog de nicho

Após mais de dois anos de blog e uma longa jornada de crescimento, chegou o momento de fazer uma reflexão sobre como eu destruí meu blog, quer dizer, como perdi uma grande quantidade de tráfego orgânico fazendo péssimas escolhas.

Existem muitos fatores que podem afetar o aumento ou a redução do tráfego de um site. Alguns desses fatores estão um pouco fora do nosso controle, como mudanças no algoritmo da pesquisa. Outros fatores estão na palma das nossas mãos, como ter um bom planejamento de conteúdo, fazer uma boa pesquisa de palavras-chave, entre outras coisas que citarei nessa postagem.

7 maneiras de destruir seu blog
7 maneiras de destruir seu blog

As informações que compartilharei aqui são baseadas na minha experiência com esse blog nos últimos dois anos, indo desde a criação até o momento atual, o qual é de retomada do crescimento depois de uma grande queda.

A seguir as sete coisas que fiz para destruir o meu blog, e que você não deveria fazer caso queira manter um crescimento constante e não se encrencar com as regras de criação de conteúdo do Google.

Criar conteúdo de baixa qualidade

O início do blog sempre envolve grande animação e comprometimento, afinal precisamos produzir conteúdos de alta qualidade para nos posicionar bem nas pesquisas orgânicas e ultrapassar outros sites maiores.

Nesse início de site é comum criar conteúdos com palavras-chave de baixa concorrência e ter todo o cuidado do mundo tanto com o texto quanto com as imagens, afinal, de outra forma seria impossível encontrar espaço e leitores interessados.

Conforme o site cresceu e eu comecei a ter uma boa quantidade de acessos, fui lentamente mudando o pensamento de qualidade para quantidade, e acabei criando vários conteúdos que poderiam ter sido muito melhor otimizados e planejados.

Um grande exemplo disso foram as diversas listas criadas, já que são fáceis de produzir, mas nem de longe tem o mesmo engajamento de uma resenha ou estudo de caso. Claro que esse conteúdo tem o seu espaço, mas ela não pode ser sua principal aposta, não se você quer se diferenciar dos outros sites no mesmo nicho.

Postar conteúdo traduzido sem revisar

Esse com certeza foi o meu maior erro que estou há cerca de três meses tentando corrigir. Inicialmente eu usei o GTranslate para gerar traduções neurais do site para o inglês, algo que ocorre com uma qualidade bastante alta. O ponto interessante aqui foi que ao invés de terminar de revisar toda a tradução em inglês, que não era pouca, eu adicionei outros idiomas.

Para ser mais exato, adicionei 103 idiomas, tudo que era suportado pelo Google AdSense. Inicialmente isso fez os acessos explodires, porém, como eu não tinha como revisar esses conteúdos ou saber qual era a real qualidade, pouco a pouco o site começou a perder posições devido a uma altíssima taxa de rejeição.

Imaginem centenas de pessoas chegando ao seu site e instantaneamente voltando ao Google porque o seu conteúdo não faz o menor sentido. Foi exatamente isso que aconteceu. Por fim tomei a decisão certa e removi tudo.

Claro que isso deixou um imenso dano ao meu site que perdeu muitos acessos tanto após a inserção de tantas páginas quanto após a remoção. Abate duplo contra o meu site.

Não definir um nicho para criação de conteúdo

Aqui provavelmente foi o maior erro possível, algo que nenhum criador de conteúdo pode se dar ao luxo de fazer. Parei de escrever sobre o que estava dando certo e comecei a escrever sobre temas completamente aleatórios.

Em menos de um ano o blog passou por: Vtubers, cassinos, criptomoedas, animes, livros, tecnologias e muitos outros assuntos. Não se assustem, mas tem até uma postagem sobre rodas de carros, o que é completamente absurdo.

Existem diversos problemas gritantes com essa estratégia, mas os principais são uma menor retenção do usuário, já que ele dificilmente irá encontrar vários conteúdos relacionados, e também, a dificuldade em formar uma comunidade.

Imagine que você entra em um site e encontra uma incrível resenha de um filme de One Piece. Você lê e gosta muito daquele texto, então decide começar a seguir. No dia seguinte você volta e o assunto da próxima postagem é outro. Você automaticamente para de seguir e procura outro site que atenda as suas necessidades.

Essa abordagem de misturar demais os assuntos no blog também faz com que o valor dos anúncios caia, já que os anunciantes no geral tem preferência por anunciar em portais mais específicos e pagar mais caro por isso, já que sua conversão será bem maior.

Aceitar muitos Guest Posts

Quando seu blog atinge uma certa quantidade de acessos, todos querem ser seus amigos e publicar com você para ganhar uma pequena fatia do bolo. O grande problema é que não existe ninguém que tenha tanto comprometimento com a qualidade do seu conteúdo quanto você.

Quem envia guest posts muitas vezes quer apenas o possível tráfego que irá obter através da exposição no seu site. Os textos enviados costumam ter uma qualidade baixa e não se adequarem muito bem aos seus assuntos abordados.

Isso acaba atrapalhando as conexões entre os artigos e conteúdos do seu site, puxando todo o site para baixo em questão de qualidade. Foi assim que perdi uma grande quantidade de tráfego orgânico, já que meu site estava quase deixando de ser um site nerd.

Mudar a estrutura do blog muitas vezes em pouco tempo

Uma das piores coisas que você pode fazer é mudar a estrutura de links e os temas do seu blog com frequência, já que isso é basicamente implorar para que o Google tenha dificuldades em indexar seu site.

Devo ter mudado a estrutura de links, hospedagem, tecnologia utilizada e o tema do site mais de cem vezes nesse espaço de dois anos. Sim, você leu corretamente, cem vezes. Isso com certeza gerou diversos erros que tento resolver até hoje fazendo redirecionamentos e procurando restos de códigos deixados por plugins.

Colocar muitos anúncios tentando ganhar dinheiro rápido

Esse erro é clássico de quase todas as pessoas que percebem que é possível ganhar dinheiro criando um blog de qualidade. Você recebe uma proposta de banner aqui, outra ali, e quando vai ver seu site não possui legibilidade alguma.

A grande consequência disso é que um site poluído por muitos anúncios e banners pode acabar afastando os leitores, reduzindo seu tempo na página e consequentemente reduzindo o valor dos anúncios.

É possível que você também acabe tendo problemas com velocidade ou validação de código, caso estiver utilizando AMP, algo que recomendo fortemente. Como todos sabemos, a velocidade é um fator de ranqueamento, ainda mais depois do update do Core Web Vitals.

Resumindo, tentar ganhar muito dinheiro em um curto prazo de tempo pode comprometer sua capacidade de ganhar qualquer quantia a longo prazo. Tome decisões sábias e deixe a ganância de lado.

Não diversificar a estratégia do blog para obter tráfego e se tornar refém do Google

Esse erro é menos grave, já que se você não cometer nenhum dos outros seis erros, você será provavelmente amado pelo Google e não terá que se preocupar com outras fontes de tráfego por um tempo.

O problema acontece quando sua única fonte de tráfego é a pesquisa orgânica (95% no meu caso) e de repente sofre alguma penalidade ou tem suas posições alteradas nas pesquisas. Isso significa que seu site pode deixar de existir do dia para a noite.

Por esse motivo é bastante importante investir algum tempo e dinheiro em alguma rede social ou no mínimo uma segunda plataforma, como o YouTube ou TikTok. Quem sabe não seja o momento de aproveitar o hype da nova rede social concorrente ao Twitter, chamada Koo.

Lista rápida de como evitar a perda de tráfego no seu blog de nicho

Com base em todas as informações compartilhadas acima, farei um breve resumo em forma de lista explicando como não perder tráfego no seu blog e continuar crescendo. Isso não é uma pílula mágica, mas pode te ajudar a evitar muita dor de cabeça.

  1. Foque em criar conteúdo de alta qualidade. Isso vale tanto para o cuidado com a escrita, quanto para a relevância daquele tema para o público que você quer construir.
  2. Evite traduções feitas por máquinas, incluindo tradução neural. Traduções publicadas sem nenhuma revisão podem ser vistas como spam pelo Google.
  3. Escolha um nicho para a criação de conteúdo e seja fiel a ele. Quanto mais você produzir conteúdos para um determinado nicho, maior será sua autoridade, confiabilidade e expertise no assunto.
  4. Evite guest posts ao máximo, principalmente de pessoas que aparecem no seu e-mail com assunto nada relacionados ao seu tema apenas para surfar na sua onda de crescimento.
  5. Evite mudar a estrutura do blog muitas vezes sem necessidade. Isso vale para links, temas e tecnologias utilizadas.
  6. Quando falamos de anúncios e monetização, menos é mais. Evite colocar anúncios em excesso e perder leitores por isso.
  7. Diversifique a estratégia do seu blog para não depender só do Google. Utilize redes sociais como Instagram, Twitter, Koo, TikTok ou qualquer outra que você se identifique.

Ficamos por aqui com esse texto, que provavelmente é o último do blog a fugir do nicho nerd. Deixe seu comentário e até a próxima.

Carinhosamente
Marcos Mariano

7 maneiras de destruir seu blog de nicho

Tenho 30 anos e sou apaixonado por jogos, animes, tecnologia, criptomoedas e literatura. Atualmente estudo Marketing Estratégico Digital e mato meu tempo escrevendo qualquer coisa que passe pela minha cabeça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo
Licença Creative Commons
Pousada Nerd criado por Marcos Mariano está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
Baseado no trabalho disponível em https://www.pousadanerd.com/