O projeto Rosie – Resenha

Sinopse: Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica. Exceto as mulheres.

Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Ou até mesmo uma amiga para somar ao seleto grupo de amigos de Don, formado por Gene, também professor na universidade, e a mulher dele, Claudia, psicóloga e esposa muito compreensiva.

Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal.

O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada.

Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.

O Projeto Rosie, Graeme Simsion

O projeto Rosie é um livro acima de tudo, sobre autoconhecimento. A rotina é algo tão presente na vida do Don que ele não consegue se ver fora dela, nas suas próprias palavras “qualquer contratempo pode ser solucionado em meia hora de pesquisa científica”.

Don não tem habilidades sociais, por isso seu círculo de amigos é muito limitado, com características bem definidas, ele gosta de viver com coisas que já são familiares para ele. Rosie é o inverso de tudo que Don espera em uma companheira, fumante, vegetariana, atrasada… Mas por algum motivo, eles se encontraram!

Os coadjuvantes dessa história são muito cativantes. Daphne com certeza ganhou um lugarzinho no meu coração, sua participação no livro não é muito longa, mas com certeza, essencial! Eu tenho uma relação complicada com o Gene, não sei se o admiro ou tenho vontade de bater nele, uma relação de amor e ódio. Claudia é uma pessoa que se não fosse fictícia, eu adoraria que fosse minha psicóloga. Esse livro é a prova de que o amor muda tudo!

O projeto Rosie perpassa delicadamente por uma ´serie de assuntos como o julgamento por características que não necessariamente definem uma pessoa, feminismo, bullying, questões familiares e autismo. Com certeza, é um livro que vale a pena colocar na sua programação e reservar um tempo para ele.

-É só um amigo – Disse Rosie. Se ela soubesse quantos amigos eu tenho, talvez tivesse se dado conta do grande elogio que havia me feito.

Ana Luiza – Inadequada (Spoilers)

Todas as mulheres são inadequadas para Don. Ele sabe que ninguém é perfeito, mas seu questionário é, então com a ferramenta perfeita, ele irá encontrar a pessoa perfeita, pelo menos é o que ele espera.

Quando passa a dedicar grande parte do seu tempo a outro projeto é que Don percebe que a vida pode ser muito mais que isso. O projeto Pai foi a gota d’água para que a vida de Don virasse de cabeça para baixo e ele percebesse que gosta disso.

A mudança real sempre vem de dentro, e podemos ver isso claramente no Don ao longo da história. Ao se descobrir e se permitir, pouco a pouco ele muda, sem perder um pingo da sua essência,com uma ajudinha de uma viagem até Nova York.

Deixo todas as grandes surpresas do livro para você descobrir, quem diria que coletar e testar amostras de DNA sem permissão no laboratório da faculdade em que você trabalha pudesse dar tanto problema, não é mesmo?!

-Você me acha atraente? – Na verdade não prestei atenção. – Respondi para a mulher mais linda do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *