Países que usam Bitcoin como moeda oficial

Muito se fala de criptomoedas atualmente, porém você sabia que existem países que realmente aceitam o bitcoin como sua moeda oficial? É algo raro por enquanto, porém já podemos citar 3 países que escolheram o Bitcoin, também conhecido como BTC, como sua moeda oficial nacionalmente.

Algo que deve ser notado é que países de economia mais frágeis adotam moedas como o Bitcoin, porém países com uma economia mais forte possuem seus próprios Bitcoins, um dos exemplos a China, que inspira o Brasil e outros a tentarem seguir pelo mesmo caminho da moeda digital chinesa. 

Países que usam Bitcoin como moeda oficial
Países que usam Bitcoin como moeda oficial

Enquanto o Bitcoin ainda não substituiu moedas fortes e físicas como o dólar, ele continua no caminho de se tornar um meio de pagamento para movimentar o valor do dólar. O bitcoin, em geral, possui a vantagem de driblar as burocracias de um banco convencional. No entanto, vale mencionar que, para realmente fazer uso do BTC, é preciso que as pessoas tenham acesso à Internet, seja um computador, celular ou outro tipo de dispositivo.

Por isso, a implantação do Bitcoin em alguns países se torna algo complicado, pois além desse acesso, é preciso que as pessoas tenham um nível educacional mínimo e uma inscrição em uma corretora de criptomoedas, o que é feito online. Nesse artigo, descubra quais são os países que usam o Bitcoin como moeda oficial, além de o que é o BTC e como ele funciona.

O que é o Bitcoin e como funciona na prática?

O que é o <a href=Bitcoin e como funciona na prática?” class=”wp-image-15255″/>
O que é o Bitcoin e como funciona na prática?

Para resumir de forma simplória, o Bitcoin é um tipo de moeda digital, ou criptomoeda, descentralizada. Muitas histórias de pessoas que ficaram milionárias ou perderam tudo com a rápida valorização e desvalorização dessa criptomoeda nos últimos anos fez com que ela ganhasse uma fama mundial. Afinal, o Bitcoin foi a primeira moeda virtual criada no mundo.

Você pode gostar:  Ao optar pelo saque aniversário perde o seguro-desemprego?

Essa moeda pode ser utilizada como qualquer outra moeda, porém no meio digital. O Bitcoin pode comprar produtos, serviços e qualquer outro item. Isso significa que o Bitcoin é muito útil, porém o estabelecimento precisa aceitar a moeda digital para isso ser possível. 

Uma das maiores vantagens do Bitcoin e qualquer outra moeda é que ela não possui uma cédula física, ou seja, é inteiramente digital. O Bitcoin foi a primeira moeda descentralizada do mundo, ou seja, não é preciso ter intermediários em qualquer tipo de transação com ela. Além disso, não é necessário que ela seja regulada por bancos ou governos.

Qualquer negociação feita com Bitcoin é feita na blockchain. Esse seria um banco de dados onde toda transação com o BTC é registrada entre os participantes da rede. Mesmo assim, o BTC continua descentralizado e aberto. Fora isso, é preciso notar que as informações dos participantes são anônimas.

Quais são os países que usam Bitcoin como moeda oficial?

Quais são os países que usam Bitcoin como moeda oficial?
Quais são os países que usam Bitcoin como moeda oficial?

A inflação elevada, crise econômica e outras questões são problemas comuns em vários países, inclusive no Brasil, porém certos países estão buscando uma forma viável de consertar seus problemas através de uma solução digital: O uso da moeda digital Bitcoin para suas transações, de forma reconhecida e oficial. Existem, atualmente, 3 países que usam o Bitcoin como moeda oficial. Quer descobrir quais são eles?

El Salvador

El Salvador
El Salvador

No dia 7 de setembro de 2021, um ocorrido mudou o mundo das criptomoedas para sempre. El Salvador foi o primeiro local a decidir que o Bitcoin poderia se tornar sua moeda oficial. Durante o anúncio oficial do presidente de El Salvador, Nayib Bukele, disse que a razão para sua escolha era simples: A grande parte do PIB de seu país vinha de moradores de El Salvador vivendo fora do país e enviando dinheiro para suas famílias.

Você pode gostar:  Senado aprova projeto que regula operações com criptomoedas

Através do BTC, o presidente viu uma oportunidade de agilizar esse processo, tornar ele mais fácil e economizar nas taxas. Em geral, o plano é melhorar a economia de El Salvador. O país possui PIB de US$ 24,64 bilhões segundo dados de 2020 e 6,5 milhões de pessoas em sua população.

Com a implantação dessa mudança, o turismo do país aumentou em 30%. Além disso, grande parte dos turistas já não são mais da América Central, pois a mudança atraiu muitos americanos dos Estados Unidos para El Salvador. Mesmo com esse efeito positivo, estudos mostram que o Bitcoin não é utilizado em grande número pela população durante seu dia-a-dia, portanto existe um caminho muito longo para normalizar seu uso.

Argentina

Argentina
Argentina

Um estudo recente feito pela Triple A em 2021 mostra que pelo menos 3% da população argentina já usa o Bitcoin em seu dia-a-dia. Ou seja, mais ou menos 1,3 milhões de pessoas usam o Bitcoin em seu dia-a-dia. Para os argentinos, o Bitcoin se tornou uma maneira de transformar pesos argentinos em dólares americanos com poucos cliques.

A Argentina é um dos 10 principais países que querem adotar o Bitcoin e as stable coins como moeda oficial. As criptomoedas estão se tornando cada vez mais úteis no dia-a-dia de muitos, sendo elas muito utilizadas para investimentos ou reservas de valores.

República Centro-Africana

Inspirados por El Salvador, a República Centro-Africana adotou o Bitcoin como uma moeda oficial no fim de abril de 2022. O país está entre os mais pobres do mundo, com um PIB de apenas 2 bilhões de dólares segundo dados de 2020. Segundo seu presidente, o Bitcoin apresenta novas oportunidades para o país africano.

Você pode gostar:  NFT Aggregator Mintverse Lança Nova Versão Aprimorada de Metadados “Orientados à Comunidade”

Algumas instituições irão ajudar o governo a aplicar essa nova moeda e educação para os moradores locais. O fato é que a educação sobre o assunto é muito importante para realmente tornar o Bitcoin algo positivo no país que vive em guerra e é muito pobre. Essa operação iniciou no Quênia e na Nigéria em abril. O governo tem a ajuda de algumas corretoras de criptomoedas, sendo uma delas a MARA, uma das maiores do mundo.

Se essa moeda der certo no país, será questão de tempo para ver os resultados em alguns meses. Mas e aí, você acredita que essas implementações do Bitcoin e outras criptomoedas é algo correto e até mesmo interessante para o Brasil? Diga-nos abaixo!

Aproveite para nos seguir no Google Notícias e ficar por dentro de todas as novidades do site.

Imagem padrão
Camille Paoleschi

Me chamo Camille, tenho 19 anos e escrevo desde minha infância. Atuo como redatora de conteúdo e sou apaixonada em animes de vários gêneros, desenhos animadoa e video games. Tenho um interesse enorme por idols, Vtubers e suas seiyuus.

Artigos: 65

Atualizações da newsletter

Digite seu endereço de e-mail a seguir para assinar a nossa newsletter

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.