Resenha: The Last of Us, porque esse jogo teve tanta repercussão

The Last of Us parte I ainda continua dando o que falar em 2021

O jogo que foi lançado originalmente para PS3 é tão “bruto” que a Naughty Dog está com medo de lançar o modo online para parte II do game!!

Lucas Crivelari

Porque o primeiro game de The Last of Us quase 8 anos após seu lançamento ainda causa emoção nos fãs?

Você com certeza já ouviu falar de The Last of Us, certo? Se por acaso não, sem problemas, eu te deixo por dentro rapidinho. Essa franquia extraordinária foi produzida pela Naughty Dog e lançada com exclusividade pela Sony primeiramente para PS3 em 14 de junho de 2013 e mais tarde já na plataforma PS4 houve uma remasterização do jogo original. 

Em 19 de junho de 2020 foi lançado o segundo jogo da série: The Last of Us Part II, também para Playstation 4, e já existe uma expectativa para seu relançamento no PS5, apesar de não se esperar grandes evoluções na 5ª geração de consoles. Os referidos games são jogos de ação – aventura e sobrevivência em um mundo pós- apocalíptico. 

Joel e Ellie
Joel e Ellie 

O jogo do ano em 2013

A trilha sonora, o enredo, os cenários, o envolvimento e a representatividade feminina fizeram o primeiro jogo ser aclamado, premiado e apontado como melhor jogo do ano em 2013, além de entrar para o rol dos melhores de todos os tempos. A parte II do TLOU (como os fãs carinhosamente costumam chamar o game), apesar de não ganhar tantos prêmios quanto sua antecessora também não decepcionou. 

Marlene
Marlene

Afinal: Teremos multiplayer em The Last of Us parte II ou não?

É importante deixar claro que até o presente momento apesar de já ter ocorrido o lançamento de The Last of Us Part II, o modo de jogo online continua sendo exclusividade do primeiro game. Neil Druckmann, diretor do jogo e vice-presidente da Naughty Dog é questionado de tempos em tempos sobre quando será o lançamento do modo multijogador, o mesmo sempre pede paciência e diz que a espera valerá a pena. 

Será que a demora se liga ao fato do estúdio estar com medo de decepcionar os fãs? Até porque o atual modo online da franquia não é para criancinhas! 

Meu filho segurando o The Last of Us
Meu filho segurando o The Last of Us

The Last of Us: O começo da história

Para entendermos o contexto geral de TLOU precisamos absorver o universo do jogo, e é importante salientar que a compreensão dos comandos na campanha do game ajudarão bastante na jogabilidade online. Então se você ainda não jogou esse “monstro” do mundo gamer e quiser já ter uma noção no modo multiplayer, sugiro que comece pelo offline

A aventura já inicia logo de cara trazendo fortes emoções, você está no controle de Joel o protagonista da trama, e é pego de surpresa com ataques de “loucura” por parte de seus vizinhos no meio da madrugada, então pega sua filha Sarah e junta-se a seu irmão Tommy na tentativa de fugir para um local onde poderá encontrar segurança, mas se depara, na verdade com um caos total. 

Joel perde sua filha, a mesma é assassinada por um soldado do governo instruído a eliminar qualquer um que seja suspeito de estar infectado por um novo vírus que vem sendo a causa de uma pandemia (imagina se os governos reais agissem assim para conter o coronavírus). Depois desse fatídico episódio passam-se duas décadas…

Joel segurando a mão de Sarah baleada
Joel segurando a mão de Sarah baleada

Vagalumes x Caçadores

Vinte anos após a cena da morte de Sarah Joel aparece mais velho, o game agora apresenta um governo tentando controlar a população através da força militar, além de grupos rebeldes e facções. O principal grupo rebelde e opositor ao governo é conhecido como Vagalumes e o jogo ainda da destaque aos Caçadores, esses últimos andam sozinhos ou em bandos pequenos e seus interesses são sempre particulares: caçam, roubam e fazem serviços clandestinos em troca de mercadorias ou vantagens, resumindo não têm lado. 

Joel e Tess (sua amiga) se apresentam como exímios Caçadores, que fazem o que for necessário para sobreviverem, inclusive aceitam uma missão perigosa e cheia de desafios encomendada pelos Vagalumes em troca de armas. Deveriam levar uma garotinha chamada Ellie em segurança até um esconderijo secreto e para isso precisariam passar por soldados do governo e zumbis terríveis sem levantarem  suspeitas. 

No final Joel e Ellie chegam no local, mas descobrem que a garotinha precisaria ser morta para retirar do seu cérebro uma possível cura para o vírus. A relação entre os dois aquela altura já era como a de um pai e uma filha, nosso querido Joel então mostra o quanto é “fodástico” e elimina dezenas de Vagalumes, conseguindo enfim fugir do local com Ellie, a primeira parte do game então se encerra com os dois pegando a estrada.

Joel e Ellie
Joel e Ellie

O modo multiplayer

Enfim chegamos ao modo online. É aqui que a coisa fica feia de verdade! Não digo isso pelos monstros, já que no multiplayer eles não vão aparecer, mas no lobby do jogo a pancada é seca: discussões pesadas, provocações e ofensas são frequentes antes e depois das partidas. É verdade que nem todos que estão ali jogando participam disso, mas na maioria das vezes você tem que fechar o áudio dos rivais e até mesmo dos companheiros se não corre o risco de acabar entrando na troca de farpas, que pode tirar-lhe o mais importante dentro de um jogo: a diversão! 

Recomendo sempre fazer amizades e procurar convidar estes com quem houve afinidade para formar-se grupos antes das partidas. Os modos de jogos são três: Interrogatório, Suprimentos e Sobreviventes e ambos são 4 contra 4, você pode escolher receber a alcunha de Vagalume ou Caçador. 

O seu personagem pode receber diversas caracterizações e as armas vão desde facas até lança-granadas. Caso você não seja muito bom com armas de fogo, sem problemas, o jogo possibilita que você crie bombas de pregos, fumaça e molotovs no meio das partidas e ainda propicia que no lugar de certas armas você coloque habilidades que favoreça o seu estilo de jogo. 

Se você for “muito bonzinho” e não quiser matar ninguém, pode simplesmente ser um suporte: reanimando, curando e presenteando seus companheiros com kit médicos, bombas e molotovs.  

Modo multiplayer em The Last of Us: Sobreviventes
Modo multiplayer em The Last of Us: Sobreviventes

Enfim, esse é o nosso querido The Last of Us

The Last of Us contemporaneamente falando é um jogo formidável, que consegue atingir diversos tipos de fãs. O multiplayer do game valoriza uma enormidade de estilos de jogo, colocando em pé de igualde todos aqueles que querem se divertir numa boa partida online.

Essa qualidade absurda na campanha alinhada com a diversão proporcionada no multiplayer, talvez seja a principal razão para justificar a demora absurda na chegada do segundo modo online desse “monstro sagrado dos consoles”.

Bora jogar uma partida???

Com satisfação,
Lucas Ailton Crivelari

Você pode gostar:  7 maneiras de ganhar dinheiro com criptomoedas em 2021

1 comentário em “Resenha: The Last of Us, porque esse jogo teve tanta repercussão”

  1. Pingback: 5 motivos para não comprar um PS3 em 2021 – Pousada Nerd

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.