Tecnologia na agricultura

A importância da tecnologia na agricultura

A tecnologia na agricultura é uma importante realidade, principalmente, em países campeões de produção agrícola como o Brasil.

Tecnologia na agricultura

Desde os tempos de colônia de Portugal, o nosso país é uma das principais “fazendas do mundo”, produzindo e exportando os principais alimentos para todo o mundo.

Considerando os recursos tecnológicos, o desenvolvimento de plantio modernizado segue um conjunto de métodos e operações aplicadas de modo mais otimizado, seguro e com a utilização de máquinas mais eficientes e computadorizadas.

A produção rural brasileira está no mesmo nível da produção de economias desenvolvidas e emergentes, sendo o nosso país uma das maiores potências agropecuárias do mundo, com plena capacidade de abastecer o mercado interno e externo.

A adição de recursos tecnológicos, de modo geral, possibilita um grande salto para a produtividade e a gestão das etapas de plantio e colheita, considerando também o acelerado avanço tecnológico aplicados à agricultura.

Na atualidade, a produção agrícola conta com diferentes recursos como sensores, máquinas e sistemas integrados. Até a seleção da cultura e do seu plantio podem ser planejados com o uso de softwares avançados que preveem a maior oportunidade de aproveitamento do solo e da época do ano aproveitando os conhecimentos da engenharia de produção agrícola. 

Com a implementação de sofisticadas tecnologias, ainda podemos contar com máquinas de grande porte, robótica, drones e sistemas de monitoramento digital.

Através da utilização desses recursos é possível medir a temperatura ambiente, a umidade, obter imagens aéreas e ter acesso remoto às máquinas via GPS.

Tipos de tecnologia na agricultura

Como citamos anteriormente, existem vários dispositivos e métodos tecnológicos aplicáveis à produção agrícola e para a pecuária. Recentemente, boa parte desses dispositivos e equipamentos estão se destacando, veja a seguir:

Utilização segura de sensores

Quando falamos em tecnologia no campo ou nos principais avanços tecnológicos, devemos ressaltar o sensor como um dos mais populares nos dias atuais.

Quando os produtores utilizam sensores inteligentes eles conseguem monitorar a localização, o plantio, a evolução de cada cultura agrícola na propriedades e gerar um plano de monitoramento bastante abrangente.

Esses equipamentos podem ser utilizados para medir a saúde da plantação, prever riscos de seca, verificar necessidade de água e medir a quantidade de aditivos químicos e gases no solo.

Atualmente, esses sensores podem ser combinados com a conexão 4G permitindo o monitoramento através de softwares e aplicativos. Porém, ressaltamos que cada tipo de produtor deve selecionar o tipo de sensor mais específico para a sua necessidade e tipo de produção.

Drones

Nos últimos dez anos, os drones se tornaram mais comuns no setor de vigilância, segurança, comunicação e nos serviços de entregas. Esse tipo de equipamento também tem sido compreendido como uma das melhores possibilidades quando o assunto é tecnologia agricultura.

São aeronaves de pequeno porte que podem ser controladas via controle remoto, e por não serem tripulados podem alcançar alturas e locais inóspitos para monitorar plantios, evolução da plantação, equipes de trabalho que atuam nas colheitas e até rebanhos.

Essas aeronaves possuem câmeras de alta resolução e os mais diversos tipos de sensores inclusos para acelerar as aplicações de monitoramento e vigilância.

Atualmente, as fotos e imagens geradas pelos drones são de alta qualidade e excelente resolução. Diferente do helicóptero que é mais caro e requer planos de voo mais complexo, o drone pode ser utilizado constantemente e diariamente pelos produtores.

GPS agrícola

O GPS se tornou em algo muito comum na vida das pessoas que dirigem seus automóveis nas vias urbanas e nas redes de telefonia. Porém, esse recurso também é considerado como uma importante tecnologia na agricultura.

A aplicação do GPS permite a realização de mapeamento da plantação, amostragens virtuais do solo e do campo, monitoramento e inspeção dos processos agrícolas, além de ajudar a acompanhar a produção.

O GPS agrícola ajuda a localizar o solo, ajuda na coleta e análise de dados da plantação, controle e navegação de máquinas e arquiva todos os históricos de informação.

Big Data

Um dos futuros tecnológicos da humanidade dependerá do Big Data, e a agricultura não está de fora. O Big Data trabalha e refina grande volume de dados, extremamente variado que fazem parte de um banco de dados e do histórico do negócio.

No setor agrícola ele atua para melhorar o fluxo de informações, acelera análises de informações e ajuda na tomada de decisão dos produtores.

O Big Data no campo depende da adição da conexão 4G e, nos próximos cinco anos, será mais acessível com a chegada definitiva com a conexão 5G.

Internet móvel

Quando falamos em tecnologia na agricultura, sempre citamos a presença da internet fixa e da internet 4G para interligar equipamentos, computadores e profissionais no dia a dia produtivo de uma propriedade produtora.

Com a chegada do 4G no campo, os produtores passaram a ter mais acesso às informações com grande facilidade. Principalmente, com o uso de conexões sem fio de altíssima velocidade, o campo passou a contar com várias tecnologias.

Fator que tem permitido aos agricultores a realização do monitoramento em tempo real sobre as máquinas, colheitas, gerenciamento de equipes e todas as informações das plantações.

Avanço da tecnologia na agricultura

Vários avanços são, constantemente, inseridos na agricultura, fator que tem proporcionado muitos ganhos de produtividade, otimizando a gestão e reduzindo custos.

Avanço da tecnologia na agricultura

Dentre os primeiros avanços, podemos citar o GPS que começou a permitir a utilização de outras tecnologias como as máquinas guiadas por computadores e satélites.

O GPS, há mais de dez anos tem ajuda a controlar a aplicação de pesticidas e a acompanhar os processos de colheita.

A integração de vários dispositivos e equipamento digitais tem permitido integrar as informações, que antes ficavam guardadas nos antigos PCs ou dentro dos sistemas dos tratores, nos sensores e aplicativos instalados no smartphones.

Essa possibilidade tem ajudado a controlar vários pontos de produção na propriedade.

Para os produtores, um dos grandes avanços foi a introdução de drones com sensores para monitoramento e geração de imagens em arquivos e até mesmo em tempo real.

Essas pequenas aeronaves não tripuladas ajudam no monitoramento aéreo em tempo real das plantações e dos procedimentos presentes na colheita.

Com a adição de sensores nos drones e em equipamentos no solo, os gestores podem realizar sensoriamento remoto mais acessível e de modo mais seguro em comparação com os sistemas antes dependentes dos satélites.

Na prática, os drones e sensores ajudam na detecção de pragas e demais ameaças para a produção, ajudando a reduzir perdas.

Vantagens da tecnologia na agricultura

A tecnologia agrícola pode ser aplicada em pequenas, médias e grandes propriedades para monitorar áreas específicas. Ajuda a aumentar a produtividade apontando os gaps ou gargalos que impedem a expansão da produção.

Orienta a redução do consumo de água, de fertilizantes e pesticidas. Em todo o processo incentiva a queda dos custos, do uso de insumos e do preço final de cada artigo agrícola.

Em projetos sustentáveis incorporados através da agroecologia, é possível adicionar esses recursos para reduzir os impactos ambientais no ecossistema e plantar com menor quantidade de produtos químicos nos rios e lençóis freáticos.

Sem falar na eficiência da produção com menores níveis de gasto de tempo e de capital.

Desvantagens da tecnologia na agricultura

Uma das primeiras desvantagens é a ausência no campo de mão de obra especializada para aplicar e monitorar esses mecanismos tecnológicos, sendo necessária a contratação de empresas terceirizadas ou de profissionais de centros urbanos e tecnológicos.

Porém, nas cidades localizadas em regiões rurais, tem sido comum a abertura de universidades e escolas técnicas para a formação de novos profissionais para atuarem no desenvolvimento e utilização da tecnologia na agricultura.

Outra desvantagem é a utilização constante de transporte motorizado para o processo de produção e colheita que, ao mesmo tempo que reduz custos, pode descartar resíduos químicos e poluentes nas proximidades da área produtora.

Para esses casos, é importante um bom planejamento para o uso de máquinas, automóveis e drones menos poluentes ou que utilizem baterias não poluidoras.

Exemplos de tecnologia na agricultura

Dentre os principais exemplos podemos citar:

Controle e monitoramento

Com o uso da agricultura de precisão através da tecnologia os produtores passar a ter maior controle e possibilidade de monitoramento sobre cada tipo de processo.

Automatização

O uso de aplicativos e softwares que dialogam com as máquinas e com os sensores, podemos verificar a existência de sistemas automatizados que organiza o agendamento de tarefas e a atualização das informações.

Mobilidade

A mobilidade atual não exige que produtor tenha que percorrer por toda a sua propriedade, podendo agora observar a sua propriedade e produção por meio de drones, sensores e aplicativos. 

Tecnologia na agropecuária

No Brasil, as instituições de pesquisa procuram desenvolver métodos, processo e equipamentos para melhorar a produção de alimentos.

O grande foco é melhorar o trato das plantações e dos rebanhos. O principal objetivo é reduzir os custos de produção e aprimorar todo o processo de produção e de gestão do negócio agropecuário.

Segundo dados oficiais do IBGE, no ano de 2006, a tecnologia na agricultura e no setor pecuário foi responsável por quase 70% do crescimento da produção de grãos, e por 30% do aumento da produção de carnes e derivados.

Tecnologia na agricultura familiar

No início deste artigo, ressaltamos que os avanços tecnológicos aplicáveis à produção agrícola pode ser eficiente em pequenos, médios e grandes propriedades podendo beneficiar diferentes etapas de produção, reduzindo os gastos e dando maior velocidade ao processo.

Tecnologia na agricultura familiar

Também procura beneficiar a agricultura familiar, cuja produção é desenvolvida por propriedades pertencentes à produtores de pequena e média propriedade e gerida pela família proprietária do negócio.

A agricultura familiar cresceu muito nos últimos anos no Brasil, hoje, existem muito incentivo por parte do Governo Federal, além de financiamentos (Pronaf – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) que permitem às famílias produzirem renda a partir de suas terras, com acompanhamento direto de órgão Federais como a EMBRAPA.

Conclusão

O Brasil aos poucos está se tornando o celeiro do mundo e nos próximos anos aumentará a demanda por alimentos, o que tornará a Agricultura Familiar ainda mais importante para o desenvolvimento do mundo.

Carinhosamente
Marcos Mariano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *