Animes e desenhos animados: Você sabe a diferença?

Fãs de animações, sejam elas criadas no Japão ou em qualquer outro país, às vezes se encontram com algumas dúvidas sobre o que elas chamam. A história dos animes e dos desenhos animados está mais ligada do que muitos pensam, porém, ainda existem diferenças básicas que os fãs precisam aprender para qualificar cada um desses tipos de animação. Há um debate muito grande ao redor disso, afinal várias animações feitas fora do Japão já utilizam estilos inspirados pelos animes, como é o caso de uma das séries de desenhos animados mais populares de todos os tempos, Avatar. Porém, alguns fatores diferenciam os desenhos animados dos animes e, enquanto o traço já foi um desses fatores, há um fator ainda maior a se considerar na hora de qualificar os dois.

Avatar, Nickelodeon
Avatar, Nickelodeon

A internet está cheia de discussões sobre o tema, que normalmente acabam em um impasse dos dois lados. Porém, compreender um pouco mais sobre a história de ambos e suas origens pode ajudar a determinar qual o termo correto para a animação que você anda assistindo. Para começar, precisamos dizer que, mesmo que muitos duvidem, o anime foi iniciado apenas por conta dos desenhos animados americanos e não vice-versa. Grande parte dos animes antigos possuem influência obtida da Disney e de seus filmes antigos e curta metragens. Os primeiros animes foram produzidos a partir do início da segunda década do século XX, sendo um tipo de animação de origem japonesa.

Os primeiros estúdios de animação japonesa foram Madhouse e Kyoto Animation, que começaram a produzir animações após a Segunda Guerra Mundial, muitas delas baseadas nos acontecimentos e outros animes feitos para crianças, com temáticas mais leves e infantis. Em 1907 se fez a primeira produção de animação japonesa, chamada de Katsudō Shashin, em onde sai um menino marinheiro. Através dos anos, as animações foram se aprimorando e ganhando uma aparência muito mais original, chegando no estilo ‘anime’ que reconhecemos hoje ao redor do mundo: grandes olhos, com proporções um pouco caricatas.

Você pode gostar:  Mangás populares: confira os mais lidos nesse 1º semestre de 2021

No caso dos desenhos animados, a sua origem se deu um pouco antes, sendo o primeiro criado em 1892 pelo francês Émile Reynaud, que criou o praxinoscópio, sistema de animação de 12 imagens, e filmes de aproximadamente 500 a 600 imagens. O primeiro desenho animado da história tinha nome de Fantasmagorie e era extremamente simples, porém seria uma das maiores revoluções da indústria do entretenimento. A animação era feita completamente manualmente, cena por cena, através de lápis, tinta e caneta ou outros materiais. Entendendo sua origem, está na hora de saber as principais diferenças entre desenhos animados e anime de uma vez por todas.

Entenda de uma vez por todas o que é anime e o que é desenho animado

Enquanto a história de origem do anime e dos desenhos animados possa ser diferente, não podemos tirar o crédito de nenhum dos dois quando o assunto é revolucionar a infância e também a vida de muitos, além de criar uma indústria completamente nova: a indústria da animação. Vamos compreender, então, de uma vez por todas: qual a diferença real entre desenhos animados e animes?

Anime: Quais suas características?

O anime é uma animação japonesa que é principalmente voltada para o público japonês. Enquanto animes já são um sucesso mundial, existem piadas, locais e costumes mostrados nos animes que podem estranhar uma pessoa que não é do Japão. Dentro do público alvo, podemos citar que existem subcategorias como shounen, shoujo e mais, além de vários terem restrição de idade e temas adultos. Então animes, em geral, não são animações feitas apenas para crianças, o que já é um grande diferencial da maioria dos desenhos animados, pois poucos são feitos voltados para o público adulto, apesar de podermos reconhecer alguns como Simpsons e Arcane.

Boruto: Naruto Next Generations (2017)
Boruto: Naruto Next Generations (2017)

Outro ponto que devemos levar em conta é que os animes são, por definição, uma animação japonesa, então ela precisa ser feita dentro de território japonês e não fora. Animes, em si, são um tipo ou estilo de animação, enquanto os desenhos animados costumam a focar um tema só como sátira, já os animes focam em vários temas, muitas vezes mais complexos do que muitos esperam. Apesar do que muitos acreditavam por anos, a animação não deve ser voltada apenas para crianças, portanto os animes apresentam temas como autoestima, depressão, suicidio, guerras e mais que são temas para jovens adultos e maiores de idade.

Você pode gostar:  Conheça 3 animes desconhecidos dos anos 90

Além disso, outro ponto que diferencia um anime da maioria dos desenhos animados é que não há uma continuidade nos desenhos animados, enquanto animes possuem um enredo com uma trama contínua, ou seja, uma trama que evolui a cada episódio assistido. Por serem voltados para crianças, desenhos animados, em sua grande parte, são episódios aleatórios que podem ser assistidos em qualquer ordem, sem precisar de contexto prévio.

Desenhos animados: Quais suas características?

Como já mencionado, os desenhos animados, por muitos anos, foram considerados um nicho feito para crianças e não para adultos ou adolescentes, pois poucos desenhos realmente vão a fundo sobre assuntos mais sérios como vários animes, além de a grande parte não possuir um enredo real ou continuidade de trama como animes. Podemos, porém, dizer que existem de fato alguns desenhos animados que possuem as mesmas características que animes. Alguns deles seriam Arcane, a série animada de League of Legends para Netflix, e A Casa Coruja, um desenho animado da Disney para adolescentes que possui uma trama contínua.

Arcane, Netflix
Arcane, Netflix

Então, se esses desenhos animados possuem características similares, o que realmente pode ser usado como veredito final para determinar se algo é anime ou desenho animado? Fácil, basta conferir onde a produção foi feita. Se ela foi produzida fora do Japão, então essa animação não pode ser considerada um anime, mesmo que possua inspirações artísticas de um anime, é considerado apenas um desenho animado usando o famoso ‘estilo de anime’, sendo isso o que ocorre com séries como Castlevania e Avatar, pois possuem inspirações nas animações japonesas em seu estilo de arte e trama, mas não são produzidas no Japão.

Você pode gostar:  10 coisas que podemos aprender com animes

Aproveite para nos seguir no Google Notícias e ficar por dentro de todas as novidades do site.

Imagem padrão
Camille Paoleschi

Me chamo Camille, tenho 19 anos e escrevo desde minha infância. Atuo como redatora de conteúdo e sou apaixonada em animes de vários gêneros, desenhos animadoa e video games. Tenho um interesse enorme por idols, Vtubers e suas seiyuus.

Artigos: 54

Atualizações da newsletter

Digite seu endereço de e-mail a seguir para assinar a nossa newsletter

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.