Categories
Jogos

Jogar videogame pode trazer benefícios para a saúde mental?

Apesar de parecer algo ruim quando ser tornar constante, você sabia que jogar vídeo game pode fazer bem a sua saúde mental? Isso porque existem uma relação muita intensa com fatores psicológicos que tem um efeito de bem-estar e melhoria da saúde mental da pessoa.

Benefícios e malefícios de se jogar em excesso

Apesar de parecer algo ruim quando ser tornar constante, você sabia que jogar vídeo game pode fazer bem a sua saúde mental? Isso porque existem uma relação muita intensa com fatores psicológicos que tem um efeito de bem-estar e melhoria da saúde mental da pessoa.

Jogar vídeo game proporciona sensação de bem-estar e muita alegria.

Talvez eu seja suspeito para falar sobre isso já que sou um viciado em jogos desde criança, mas já deixo claro que: eu tenho noção dos efeitos negativos que esse vício pode trazer. Por esse motivo vou falar sobre os benefícios e malefícios de se jogar em excesso.

Os benefícios dos videogames são um tema que vem gerando diversas investigações, uma vez que esse meio de entretenimento tem sido associado, em repetidas ocasiões, a contribuições positivas para as pessoas que os utilizam com frequência.

Esses benefícios não se limitam a dissipar o tédio, mas influenciam diretamente no bem-estar e na saúde dos jogadores.

Pai e filho felizes jogando videogame
Pai e filho felizes jogando videogame

Razões pelas quais os videogames são bons para a mente

As razões pelas quais os videogames são bons são aquelas que, de acordo com diversos estudos, podem ser classificadas como benefícios para a saúde ao jogar videogame. Podem ser incluídos benefícios de raciocínio lógico e aprendizado de ciências exatas.

Benefícios de jogar videogame

  • Eles melhoram a capacidade de leitura e a atenção visual
  • Alguns jogos ajudam a melhorar as habilidades de leitura e atenção visual, pois exigem que o usuário concentre a atenção na tela
  • O interessante sobre isso é que pode ajudar a tratar certos distúrbios, já que outros estudos sugeriram que os videogames podem ajudar a tratar a dislexia
  • Portanto, é possível que no futuro sejam desenvolvidos videogames totalmente focados em funcionar como ferramentas para tratar a dislexia e melhorar a capacidade de leitura
  • Eles ajudam a tratar a ambliopia ou olho preguiçoso
  • Eles ajudam a reduzir a sensação de dor
  • A dor é uma sensação bastante complexa, que pode ser muito incômoda. Felizmente, um dos benefícios de jogar videogame é a capacidade de reduzir essa percepção
  • Eles são uma ferramenta para fisioterapia
  • Os jogos melhoram muito o raciocínio lógico facilitando o aprendizado de ciências exatas

Graças ao desenvolvimento de videogames com sensores de movimento, é possível utilizá-los como ferramentas para auxiliar as pessoas que precisam recuperar a mobilidade após terem sofrido uma fratura.

Na verdade, seus benefícios não se limitam a este tipo de terapia, mas podem até ser úteis no tratamento para melhorar os reflexos e a coordenação, em pessoas que sofreram de doenças neurodegenerativas como Parkinson, acidente vascular cerebral ou esclerose múltipla.

  • Eles melhoram a capacidade de decisão

Como os videogames afetam constantemente a tomada de decisão rápida e ágil das pessoas. No desenvolvimento do jogo, ele teve que tomar decisões constantemente.

  • Reforço social: a troca de jogos pode promover o contato social e a participação em atividades comuns. Nesse sentido, os jogos em equipe são outra forma de manter ou promover o contato entre amigos.
  • Esforço: tentar atingir os objetivos do jogo potencializa o esforço e, em caso de derrota, ajuda a tolerar o fracasso. Também aumenta a capacidade de tomar decisões e a consciência da importância de se esforçar.
  • Memória e habilidades: a coordenação visual, manual e a aquisição de habilidades manuais são favorecidas. A memória e a capacidade de reter conceitos numéricos e identificação de cores são estimuladas.

Tudo em excesso faz realmente mal, apesar dos lados positivos é importante que seja usado de maneira moderada e consciente.

Desvantagens de jogar em excesso

Perigos de se jogar em excesso
Perigos de se jogar em excesso
  • Os jogos online podem exigir supervisão dos pais
  • Alguns jogos podem conter material sensível e é aconselhável saber mais sobre isso antes de pegá-lo
  • Dispositivos para jogar podem exigir um investimento significativo.
  • É conveniente controlar o tempo de exposição às telas.
  • Jogos de azar: podem ser uma doença grave na vida. O jogador é obsessivo, perdeu o controle do jogo e recorre à mentira para continuar jogando.
  • Individualismo: o uso do videogame é colocado antes de outras atividades como esportes, leitura ou contato com os amigos. Há uma ruptura com a vida social, levando a um isolamento com consequências terríveis.
  • Perda da noção de realidade: nos casos mais graves, a prática excessiva dessas brincadeiras leva a criança a uma fuga do mundo real, encerrando-se em outro virtual.
  • Depressão e ansiedade: a atenção dada ao jogo desenvolve exaustão e fadiga do sistema nervoso com o aparecimento de sintomas de depressão ou ansiedade. Nestes casos, há uma deterioração significativa no desempenho acadêmico.
  • Comportamento violento: essas crianças perdem o controle sobre si mesmas, o que leva até ao aparecimento de sintomas de abstinência quando não podem praticá-los ou são privados de seu uso, com comportamentos impulsivos e violentos.
  • Excesso de peso: o uso excessivo de videogames acarreta maior risco de desenvolvimento de um estilo de vida sedentário prejudicial à saúde da criança ou adolescente. Isso, com o consumo de alimentos nocivos, desencadeia o aparecimento de sobrepeso e obesidade.
  • Outros problemas de saúde: aparecimento de desconforto nos olhos com sintomas de irritação, dores de cabeça, dores musculares e tendinite.

Além disso, se também pode causar outros problemas relacionados aos conteúdos

Especialmente nocivos são os jogos violentos (guerra, destruição, violência nas ruas, abusos), com conteúdo racista ou sexista (mulher como prêmio ou vítima). Claro que estamos falando aqui de casos extremos, então nada de cortar o Counter Strike do seu filho tá?

Eles podem levar a problemas de personalidade, ao introduzir padrões de comportamento no momento em que a criança está treinando, comportamentos agressivos e depreciação dos outros (xenofobia, machismo dentre outros) e uma limitação da criatividade e imaginação.

Recomendações

A chave é entender que o uso de videogames pode ser benéfico ou prejudicial, dependendo de como os usamos. Nesse sentido, algumas recomendações:

  • Controle o tempo dedicado à sua utilização
  • Podemos usar como recompensa quando se tem bom comportamento.
  • Monitore o conteúdo: devemos garantir que sejam adequados à idade da criança. É bom jogá-los com eles para ver se não contêm nenhum perigo
  • Melhorar a vida familiar: os videogames são adotados por crianças e principalmente por adolescentes para preencher uma lacuna. Brincar com eles é mais um incentivo para promover a comunicação e o contato com as crianças, mesmo que demore
  • Eles podem cumprir uma missão educacional, mas que se completará com outras atividades como arte, esportes ou leitura.

De fato, o videogame dispõe de um lado extremamente positivo ser for bem usado, é importante se atentar as dicas que mencionamos ao decorrer deste post que vai te ajudar a saber como lidar com a situação ao seu favor.

Carinhosamente
Marcos Mariano

By Marcos Mariano

Tenho 28 anos de idade e sou apaixonado por jogos, animes, tecnologia e literatura. Atualmente estudo Análise e Desenvolvimento de Sistemas e mato meu tempo escrevendo qualquer coisa que passe pela minha cabeça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.