Motivos para ler e escrever

Como os livros me ajudaram a lidar com a dor

Nos últimos dias eu venho em um fluxo insano de motivação, inspiração e mudança. É incrível pensar como um único evento, um  vídeo sugerido no Youtube, pode te levar a conhecer uma história de vida foda que vai te tornar uma pessoa muito mais resiliente e humana.

Caso queira conferir uma parte dessa aula de humanidade que mostra mais do que tudo o quanto estamos conectados e que o que você faz pelo seu próximo sempre volta para você, deixo o vídeo a seguir:

Gaules, Streamer na Twitch

Um livro pode mudar sua vida

Apesar de escrever um blog literário, eu nem sempre fui um leitor voraz, na verdade, meu início no mundo da leitura foi bem tardio, por volta dos 16 anos. Lembro como se fosse hoje de trocar Crepúsculo pelo livro O Segredo com a minha irmã, uma das decisões que mais mudaram minha vida até hoje.

O Segredo, Rhonda Byrne

Sinopse: Você tem em suas mãos um Grande Segredo. Desde tempos imemoriais ele tem sido transmitido, cobiçado, ocultado, perdido, roubado e comprado por grandes somas de dinheiro.

Este Segredo milenar foi compreendido por algumas das mentes mais brilhantes da História: Platão, Galileu, Beethoven, Thomas Edison, Andrew Carnegie, Einstein – bem como por inventores, teólogos, cientistas e pensadores de todas as épocas.

Agora, O Segredo está sendo revelado ao mundo. “Ao aprender O Segredo, você descobrirá como pode ter, ser e fazer tudo o que quiser. Descobrirá quem você é de verdade. Descobrirá a verdadeira grandeza que a vida reservou para você.” – retirado do Prefácio

Para maiores informações sobre o filme O Segredo, visite www.thesecret.tv

Eu sei que isso vai parecer uma puta história de ficção, mas na época que li esse livro eu estava no ensino médio e tinha pouquíssimos amigos, era tímido e vivia tendo alguns problemas de saúde (uma dor de cabeça constante e alguma outra coisa que eu só iria descobrir o que era muitos anos depois, olá  epilepsia, te amo).

Conforme eu lia as histórias de transformação ao longo do livro, fui apresentado a conceitos que tinham muito a ver com a visão que eu tinha de como o mundo devia funcionar e mais do que isso – uma ideia de que tudo estava conectado como um imenso ecossistema, e todas as minhas ações tinham um efeito fazendo com que todo bem que eu fizesse retornasse para mim. 

O conceito central do livro é que ter pensamentos positivos, se sentir bem e fazer boas ações atrairá outras coisas boas para sua vida. No final do dia todo mundo sai ganhando e temos um mundo um pouco melhor. Essa é uma das razões que eu raramente nego algo para alguém na rua, eu sei que tudo vai voltar para mim e se eu puder melhorar a vida de uma pessoa eu já estarei feliz.

Partindo desse conceito comecei a monitorar meus pensamentos negativos com afirmações positivas, um processo que foi difícil no começo, mas que com o tempo se tornou uma segunda natureza. Curiosamente, minha dor de cabeça constante começou a desaparecer e eu comecei a fazer algumas amizades, posso dizer com tranquilidade que essa foi uma das melhores épocas da minha vida. 

A vida adulta e o Clube da Luta

O próximo momento marcante, já depois do ensino médio, quando estava tentando entrar na faculdade, foi ter contato com o Clube da Luta.

Inicialmente eu assisti o filme e depois li o livro. Isso foi algo que explodiu completamente minha mente, já que na época eu estava começando a questionar alguns dos padrões que temos na sociedade relacionados a bens materiais e à beleza.

Sinopse: Considerado um clássico moderno desde sua publicação em 1996, o livro Clube da Luta consagrou Chuck Palahniuk como um dos mais importantes e criativos autores contemporâneos, além do próprio livro como um cânone da cultura pop. O livro que estava esgotado há anos volta às livrarias nessa caprichada edição.

O clube da luta é idealizado por Tyler Durden, que acha que encontrou uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e das regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui para frente.

O livro foi filmado em 1999, por David Fincher (Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, A Rede Social), que possui duas nomeações ao Oscar, que conseguiu adaptar toda atmosfera do livro, o mundo caótico do personagem e o humor negro de Palahniuk em uma trama recebida com inúmeros elogios pela crítica e pelo público que conta com os atores Brad Pitt, Edward Norton e Helena Bonham Carter.

Clube da luta, Chuck Palahniuk

Apesar de até hoje não me considerar uma pessoa totalmente livre, esse livro (assim como  outro do Chuck Palahniuk) me ajudou a me libertar de muitas  merdas  que eu pensava, e mais importante que tudo, me fez olhar pro dinheiro de uma maneira que me faz querer apenas o suficiente.

O mais incrível sobre esse livro é como eu sempre consigo encontrar algo novo a cada leitura. As três vezes que li foram emocionantes e fizeram alguma coisa dentro de mim se conectar.

Romances e autoajuda

Um pouco depois dos meus 20 anos eu lia bem esporadicamente, um livro aqui, outro lá. Mas veja bem, os motivos pelos quais eu lia, foram evoluindo conforme o tempo foi passando e eu fui crescendo ou apanhando da vida e tendo novas  dificuldades.

Inicialmente eu lia livros de autoajuda simplesmente para tentar melhorar minha vida e a das pessoas ao meu redor, e até certo ponto isso funcionou. Eu acabava lendo outros livros  de romance ou ação também, apenas por aprendizado ou  diversão. 

Me empreste a sua dor

Foi só no final de 2018, quando e a depressão e a ansiedade começaram a afetar de maneira muito pesada a minha vida que eu me vi numa situação de ler para que por alguns momentos, a dor que eu estava sentindo não fosse a minha (apesar de não ter percebido na época que era isso que estava acontecendo).

Foi nesse momento que eu coloquei uma meta de ler 30 livros em 2019. Apesar de ter lido apenas uns 25, isso ajudou a fortalecer meus hábitos de leitura e possibilitou o surgimento do Protótipo Literário, que agora se mudou e é a Pousada Nerd.

Eu julgo que a parte mais importante desse processo foi a mudança que eu tive na minha visão, de perceber como a leitura pode mudar a vida de uma pessoa simplesmente dando a ela alguns momentos de descanso.

Eu mal consigo explicar a quantidade de benefícios que a leitura trouxe para a minha vida, mas gostaria de tentar, dividindo pelos momentos que passei e o que ela significava naquele momento:

  1. Em um primeiro momento a leitura me deu a oportunidade de me libertar de uma série de pensamentos negativos e me permitiu a libertação de uma série de crenças limitantes que travavam a minha vida e impediam que eu fizesse amigos e vivesse normalmente.
  2. Em um momento posterior alguns livros me ajudaram a expandir um pouco minha visão sobre o mundo e me fizeram ajustar um pouco as coisas que eu priorizava. Foi nessa época também que aprendi a conversar sobre vários assuntos e expandi bastante meu círculo social.
  3. Esse momento que é onde me encontro, é bem mais delicado, pois foi onde eu realmente comecei a tratar a leitura não só como um refúgio, mas também como uma esperança. A Pousada Nerd é uma aposta, a minha aposta contra o mundo, como eu não pretendo perder, a tendência é que esse blog continue crescendo.

Me devolva a minha dor

Em meio a toda dor e os problemas do dia a dia, é normal ter algumas ressacas literárias, bloqueios criativos e pensar em desistir, principalmente quando olho pros números e não vejo o que eu gostaria. Mas aqui tem duas maneiras de se pensar:

  1. Que merda, estou escrevendo e dando minha vida pra ter em média 30 acessos diários?
  2. Caralho, essa porra ta três vezes maior que 3 meses atrás então vou focar e fazer o blog crescer até mudar a vida de várias pessoas!

Obviamente vamos de opção 2 aqui, o que não quer dizer que será fácil, muito pelo contrário.  Mas já que eu estou passando por essa jornada de superar a dor com os livros porque não compartilhar isso com vocês e tornar a vida melhor pra todo mundo?

Carinhosamente
Marcos Mariano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *