Resenha: Encontro Marcado

Encontro Marcado – Fernando Sabino

Olá meus queridos leitores nerds! Você conhece o livro Encontro Marcado? É um livro escrito por Fernando Sabino, e tem todos os méritos de ser uma obra brasileira e que vale muito a pena ser lida, não só por ser escrita por um dos maiores autores brasileiros, mas também por ser uma escrita genial e contagiante, perfeito para jovens e adultos!

O livro teve a sua primeira edição lançada em 1967, e não se engane, apesar de ser um livro antigo, sua leitura é bem atual e jovial, apesar de ter muita linguagem e expressões um pouco antigas, a história é impressionantemente atual e muito fluida, tirando algumas diferenças óbvias com o mundo contemporâneo, como a não presença de celulares e computadores.

Autor: Fernando Sabino (1923 - 2004)
Autor: Fernando Sabino (1923 – 2004)

Mesmo sendo escrito a décadas atrás, o livro tem uma boa ambientação temporal, o que torna a leitura de hoje como uma história que se passa em uma época passada, e isso é muito legal, porque mostra a qualidade e toda genialidade do autor de manter a sua obra possível de se ler, mesmo depois de muitos anos de seu lançamento.

O livro conta a história de Eduardo Mariano, e começa desde sua tenra infância quando era cuidado por sua babá com histórias bem divertidas, deixando todo o início da obra bem fluida e envolvente, logo estamos acompanhando sua entrada na escola, quando ele faz amigos, conhece crianças tanto que um dia verá no jornal como vítimas de assassinato, quanto amigos para a vida toda, outros que nunca mais aparecerão na história e ainda outros que serão marcantes.

É ainda na escola que Eduardo combina com dois amigos um encontro, marcado para depois de se tornarem adultos, para que se encontrem de novo na quadra da escola e conversarem e analisarem o rumo da vida de cada um, esse encontro é o que dá o nome do livro, mas está longe de ser o centro de toda a narrativa.

Eduardo consegue namorar uma colega de escola, que em certo momento deixa uma mensagem em seu caderno dizendo que o amaria para todo sempre, isso me chamou a atenção, por ler o livro quando ainda era pequeno, com 14 anos, esperava que Eduardo fosse ficar com sua primeira namorada pelo resto do livro, assim como acontecia em minhas outras leituras infanto-juvenis.

Primeira edição do livro “Encontro Marcado” de 1967
Primeira edição do livro “Encontro Marcado” de 1967

Adquira o livro clicando aqui e ajude o blog.

Mas Encontro Marcado é um livro que foca muito mais na realidade do que em histórias bonitinhas para chamar a atenção do leitor, e o autor brinca com isso, porque o protagonista também espera manter seu relacionamento para sempre, e após adulto e de ter até esquecido de seu primeiro relacionamento, os dois se reencontram, um encontro rápido, apenas para lembrar do absurdo de achar que a paixão de duas crianças duraria para toda uma vida.

Acompanhamos a primeira vez que Eduardo vai a um bordel, perde sua virgindade, ou pelo menos tenta fazê-lo, de uma forma bem cômica, aliás, entra em relacionamentos, até conhecer Antonieta, aquela na qual ele se casaria, e é aqui que essa obra se mostra ser extremamente madura, porque mesmo um leitor, criança como fui, pude perceber como um homem bom como Eduardo Mariano errou tanto dentro do seu casamento até ele ruir.

Eduardo era um nadador profissional, treinou muito quando jovem, e chegou a manter o recorde da piscina onde treinava por muitos anos, mas após adulto, largou os treinos e nunca mais participou de competições, e até mesmo seu recorde foi superado, ele ficou sabendo quando lia um jornal, ao lado de Antonieta, então sua mulher, que sequer sabia ou dava importância para a sua antiga vida de nadador.

Nessa obra, tudo é passageiro, coisas boas, coisas ruins, talvez se sinta falta de um tema central nesse livro de Fernando Sabino, porque tudo acontece sem pretensão, sem a espera de algo maior que está por vir, mas simplesmente histórias da vida de Eduardo Mariano vão se intercalando, e estranhamente atraindo o leitor a querer saber mais.

Acredito que esse era exatamente a intenção de Sabino quando escreveu o livro, ele não queria escrever a história de um herói, mas sim a de um homem simples, que viveu sua vida, nem sempre de forma tão plena, mas viveu, e como o próprio livro diz ele “faria da queda um passo de dança, do medo uma escada, do sono uma ponte, da procura um encontro.”

Ao final do livro, Eduardo Mariano encontra um amigo que morre pouco empo após marcar vários encontros com ele, o que o faz começar a questionar o sentido de tudo na vida, também reencontra um amigo de escola que virou padre e os dois passam a conversar muito sobre Deus e sobre milagres.

Fernando Sabino sendo entrevistado por Clarice Lispector
Fernando Sabino sendo entrevistado por Clarice Lispector

O livro é muito bom e fluido em todos os seus núcleos, que são muito variados, destaque para os momentos específicos em que Eduardo perde a sobriedade, em que a escrita de Sabino se mostra de altíssimo nível a ponto de fazer com que o leitor sinta a embriaguez do protagonista enquanto se diverte com suas confusões, é brilhante quando ele consulta várias vezes um relógio parado em seu pulso.

Eduardo passa por um casamento, um divórcio, um quase adultério, um aborto cirúrgico e muitas das mais variadas situações da vida de um brasileiro um tanto quanto interessante de se acompanhar, pode se dizer que Encontro Marcado é um ótimo livro que fala sobre a vida e tudo mais.

Porém, se você espera uma mega conclusão, talvez se decepcione, pois, todas as conclusões são dadas em meio a história, que se finda de uma forma um tanto simples se comparado com o resto do livro, mas não por isso menos marcante, logo depois de Eduardo Mariano ir ao encontro marcado com seus amigos de escola, do qual ele é o único a comparecer.

Em meio a escola em que o protagonista estudou, é impressionante como o leitor sente a nostalgia do início do livro, que parece até mesmo que foi lido há muito tempo. Eduardo tenta quebrar o lustre da quadra onde tantas vezes ele esteve quando criança, e é muito engraçado sua reação ao falhar miseravelmente.

O livro se encerra com a conversa de Eduardo com seu amigo de infância que se tornou padre, e também um dos três que marcaram o encontro de voltar a escola depois de adultos, os dois conversam sobre o encontro que apenas o protagonista compareceu finalizando assim uma linda história de vida com reflexões para serem guardadas no coração de qualquer leitor.

Não perca as publicações do Pousada Nerd! Sempre com conteúdo falando sobre filmes, animes e resenhas dos melhores livros. Você já leu ou está lendo essa grande obra de Fernando Sabino? Não deixe de comentar o que você achou do livro e qual parte foi marcante para você.

Atenciosamente
Júlio Bernardes

5 comentários em “Resenha: Encontro Marcado”

  1. Esse post me fez viajar no tempo por dois motivos:
    Li muito Sabino na época da escola e a foto de uma edição do livro é da Civilização Brasileira, editora em que minha amada e saudosa avó trabalhou como secretária.
    Deu vontade de ler Encontro Marcado

    Responder
  2. Ola
    Naõ conhecia o livro fui lendo a sua resenha e fiquei com um sentimento de nostalgia ,e de perceber que ao narrar a vida de Eduardo o autor narra a vida de muita gente .
    quando puder quero ler sim .

    Responder
  3. Sabino tinha a doce mania de escrever sobre o cotidiano. Simples e caótico muitas vezes, mas com uma verdade ímpar!
    Ainda não li essa obra do autor, mas com certeza, merece muito ser lida!!!
    Beijo, Júlio!

    Angela Cunha/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    Responder
  4. Oi, Marcos!

    Não conhecia a obra e o autor, acredita? Haha mas se foi entrevistado por ninguém mais ninguém menos que Clarice Lispector, certamente tem sua importância. Pelo que pude absorver da sua resenha, o livro tem como proposta central abordar o cotidiano e também as nossas relações a respeito das pessoas e principalmente do tempo. São aspectos muito legais! Embora aborde alguns assuntos mais densos como relacionamento, adultério, gravidez e etc, tenho a impressão de que ainda sim é um livro mais leve e despretensioso. Gostei da resenha!

    Responder

Deixe uma resposta